Suzuki fabricará o Jimny no Brasil

0
Postado 23 de outubro de 2012 por bisponeto em Salões
A Suzuki apresentou a imprensa no Salão do Automóvel de São Paulo, no Anhembi, seus lançamentos para esta edição do evento. Os destaques foram o Jimny – jipe compacto, até então importado do Japão, mas que passará a ser fabricado no Brasil, uma série especial do Grand Vitara e a versão 2013 do SX4.

De acordo com a Suzuki,  nova fábrica da marca japonesa, em Itumbiara (GO), vai abrigar toda a produção do Jimny no País. As novidades do modelo 2013 estão principalmente na dianteira, com “scoop” no capô e os novos pára-choque, pára-lama e grade frontal. Os destaques internos ficam por conta do sistema de áudio com entrada USB e conexão via Bluetooth. O Jimny terá três versões, todas com tração 4×4 – 4All, Sport e 4Sun (com teto solar). O motor de todas as versões será o mesmo, um motor 1.3 de 85 cv de potência a gasolina.

Para ser mais participativa no mercado de utilitários no Brasil, a Suzuki aposta na produção do jipe Jimny no Estado de Goiás. Inicialmente, o modelo vai ser fabricado na fábrica do município de Catalão e futuramente em Itumbiara, onde finaliza a estrutura da linha de produção. A montadora (a quarta maior do Japão e a segunda em volume de vendas de compactos na Ásia) tomou a decisão de produzir o seu primeiro modelo no País em 2010. O Jimny nacional ainda está em fase de pré-série, mas começará a ser comercializado no início de 2013.

Mas por enquanto, de acordo com a Suzuki, o jipinho tem vendas modestas (cerca de 180 unidades por mês) e por isso o trata como um produto de nicho de mercado, sem pretensões de baixar o seu preço, que começa em R$ 54.990.

Outra novidade do estande da Suzuki é o Grand Vitara reestilizado. O utilitário ganhou frente, interior e rodas com novos desenhos. A Suzuki destaca que o modelo é o único SUV do mercado com tração traseira na versão 4×2. O destaque do estande da Suzuki fica por conta do conceito G70, desenvolvido para ser eficiente nos quesitos de consumo e emissões.

Com apenas 730 quilos, o carrinho conta com um motor de 0,8 litro, dotado de turbocompressor e injeção direta, acoplado a uma transmissão CVT (variação contínua). A marca japonesa afirma que o protótipo tem um consumo de 32 km/l e emite apenas 70 gramas de monóxido de carbono a cada quilômetro rodado.


0 Commentarios



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta


(obrigatório)