Cadeirante promove carro no Salão de São Paulo

0
Postado 31 de outubro de 2012 por bisponeto em Salões
Mais uma modelo entre centenas que agregam beleza ao lado dos cerca de 500 modelos expostos no 27º Salão do Automóvel de São Paulo: Denise Ferreira, 29 anos. No entanto, ela é uma das poucas que têm uma história com automóvel diferente do seu cotidiano. Aos 18 anos, ela sofreu um acidente de carro e perdeu os movimentos dos membros inferiores.

Onze anos depois, ela promove um veículo adaptado da Nissan no maior evento da indústria automotiva do Brasil, o Salão Internacional do Automóvel de São Paulo.  No entanto, a transformação do seu cotidiano após o acidente não foi tão fácil quanto a modificação de um carro. “Demorei dois anos até sair e me sentir segura. Com o tempo a gente vai se adaptando”, explicou.

Para chegar ao pavilhão de exposições no Anhembi, na zona norte da capital paulista, ela dirigiu um Chevrolet Corsa, no qual investiu cerca de R$ 2 mil para ser modificado. Desde 2005, o trabalho como modelo em feiras e eventos, principalmente de sustentabilidade e voltados para deficientes, ajuda a complementar os ganhos com uma loja virtual de acessórios e bijuterias importadas.

De fato, o trabalho no Salão do Automóvel não é mais fácil do que para as demais modelos. No segundo dia do evento (aberto apenas para a imprensa e convidados), Denise chegou ao local as 6h30 e tinha expectativa de sair apenas às 22h. O cachê, entre R$ 200 e R$ 500 por dia. Durante sua visita ao Salão, o jornalista Alexandrino Cipriano Bispo Neto, Editor do site Automania, só viu duas marcas (Honda e Nissan) exibindo carros adaptados: um Fit e um Livina.  Os dois tinham cadeiras de rodas no porta-malas.

Programas

A Honda mantém há mais de dez anos o programa Honda Conduz. Atualmente é a montadora que mais vende carros para DF (Deficientes Físicos) e os modelos com isenção total são o Honda Fit e o Honda City nas versões abaixo de 70 mil reais. A Volkswagen tem o Programa Mobilidade desde 2002 e oferece, dentro do Programa Mobilidade, (adaptados de fábrica) o Gol G4, Novo Gol, Voyage, NovoFox, Novo CrossFox, Polo, Polo Sedan, Parati. Todos com motor 1.6.

Por intermédio do Programa Toyota de Inclusão, a montadora japonesa disponibiliza o Corolla XLi. Um bom carro com bom valor de revenda.

Existe também o Programa Autonomy da Fiat, por intermédio do qual disponibiliza o Pálio, Siena, Idea com cambio automático para deficientes físicos. A Citroen disponibiliza o C3, o Picasso e o C4 Pallas para DF pelo Programa Mobilité. Ford e GM também tem programa de vendas especiais para DF. Na lista dos carros para deficientes com desconto de ICMS e IPI temos: Chevrolet Classic, Fiat Stilo Dualogic, Ford Ecosport, Citroen C3, Honda Fit, Honda City, Kia Picanto, Peugeot 207 Passion, Peugeot 207, Renault Mégane Expression, Renault Scénic Expression, Toyota Corolla, Volkswagen Golf.

O desconto em carros para deficientes é lei e esta é bastante clara ao dizer que os carros automáticos podem ser adquiridos por portadores de deficiência, com desconto de IPI e de ICMS. Porém é preciso muita paciência para que se consiga fazer valer a lei, em virtude das formalidades legais exigidas. Para que se consiga vencer todos os tramites e conseguir desconto em Automóveis para Deficientes é preciso muita tenacidade e tempo de espera, pois em menos de seis meses é praticamente impossível que se consiga alguma coisa.

 


0 Commentarios



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta


(obrigatório)