Modelos Ford no Salão dos Antigos

0
Postado 27 de novembro de 2012 por bisponeto em Salões
Ver de perto algumas preciosidades que contam a história do automóvel, bem preservadas, quase novas, é uma emoção ímpar que levou grande público ao 2º Salão de Veículos Antigos, no Anhembi, em São Paulo, encerrado domingo último, dia em que foi realizado o GP do Brasil de Fórmula-1 no Autódromo de Interlagos.

Área de 16 mil metros quadrados, foi reservada para expor mais de uma centena de automóveis, do luxo ao popular, mostrou a beleza, o design e motorização de carros inesquecíveis. Esportivos, clássicos, picapes, furgões e até monopostos foram vistos de perto por olhos arregalados e curiosos. Veículos Ford contribuíram com a mostra. Diversos colecionadores da marca disponibilizaram carros antigos de grande sucesso no mercado brasileiro como o Corcel e o Maverick, além de outros que brilharam em Hollywood como o Mustang 1979 e o Thunderbird 1955, aquele da janelinha redonda na lateral traseira.

Um monoposto Ford, de 1934, mostrou como os pilotos da época eram verdadeiros heróis. Outros destaques foram uma rara picape Ford Rancheiro GT500, de 1973, um modelo Phaeton 1936, um sedan 1946 e um Furgão 1929, que serviu à Prefeitura de São Paulo. Outro veículo Ford que chamou a atenção foi o Furgão 1949, do colecionador gaúcho Paulo Roberto Renner, que serviu à Escola de Mecânica da marca.

Na época da instalação da Ford no Brasil, em 1919, não haviam oficinas e nem treinamento de mecânicos no País. Assim, com o pioneirismo costumeiro da Ford, a primeira fábrica a se instalar no Brasil, houve a preocupação, por parte da companhia, em oferecer a melhor assistência técnica pós venda. O próprio Ford dizia que “o ato da venda de um veículo tem continuidade nas obrigações posteriores com o cliente”.

Os “Agentes Ford” (assim eram chamados, antigamente, os Distribuidores) deram uma grande contribuição ao mercado nacional de assistência técnica e de peças de reposição. Os Inspetores de Serviço eram profissionais devidamente treinados na fábrica que percorriam todo o território para dar aulas aos mecânicos. Organizavam a oficina e a seção de peças, inspecionavam os carros vendidos e procuravam resolver algum problema dos clientes. Tudo isso, no Furgão 1949 da Escola de Mecânica Ford.


0 Commentarios



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta


(obrigatório)