Como as cores podem aumentar a autonomia dos veículos elétricos

0
Postado 7 de janeiro de 2020 por bisponeto em Automóveis
É sabido que as cores podem influenciar o humor, as reações e até quantas curtidas as pessoas recebem nas mídias sociais. Agora, a Ford também estuda o seu uso para aumentar a autonomia dos veículos elétricos, controlando a sensação térmica dos passageiros. Veja o link: https://www.youtube.com/watch?v=EguIo9PJy54&feature=youtu.be.

O estudo é realizado no Centro de Testes Ambientais da Ford em Colônia, Alemanha – também chamado de Fábrica do Tempo, por reproduzir os mais variados climas do planeta – com o novo micro-ônibus conceito elétrico Transit Smart Energy Concept, de 10 lugares. Usando a iluminação ambiente para fazer os passageiros se sentirem mais quentes (com luzes vermelhas) ou mais frios (com luzes azuis), ele economiza energia na climatização para o veículo poder rodar mais quilômetros.

Pesquisas do Laboratório Nacional de Energia Renovável dos EUA mostram que o uso do ar-condicionado pode reduzir em até 50% a autonomia de um carro elétrico a bateria. Veículos maiores, como micro-ônibus, exigem mais energia para manter o conforto térmico dos passageiros.

“A exposição à cor pode mudar o nosso humor de várias maneiras. Aqui, trata-se simplesmente de usar iluminação ambiente vermelha dentro do veículo para fazer as pessoas se sentirem mais quentes e iluminação azul para elas se sentirem mais frias. Reduzir a carga do ar-condicionado pode fazer uma diferença significativa na autonomia do veículo”, diz Lioba Muller, engenheira de iluminação da área de Arquitetura de Veículos da Ford Europa.

Nos testes, passageiros participaram da simulação de um dia de inverno a 0°C e de um dia de verão a 30°C, e foram solicitados a classificar o seu nível de conforto térmico – enquanto o motorista monitorava a temperatura de todos os bancos por uma tela no console. O veículo possui controle térmico individual para cada passageiro. Em ambos os casos o uso da cor na iluminação ambiente reduziu o consumo de energia, em 3,3% na refrigeração e 2,5% no aquecimento.

A Transit Smart Energy Concept traz ainda outras inovações para otimizar o uso da energia: seis painéis solares no teto para alimentar os sistemas elétricos de bordo; um sistema inovador de recuperação de calor do sistema de tração capaz de estender em 20% a autonomia do veículo; janelas com vidros duplos ventilados para isolação térmica; isolação no piso e no teto; porta elétrica deslizante com abertura limitada para reduzir a perda de calor – que desliga automaticamente o ar-condicionado quando é aberta; e um divisor de policarbonato na porta dos passageiros para reduzir a perda térmica.


0 Commentarios



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta


(obrigatório)