Metropolitano de Marcas: Domingo definiu campeões da Copa Bana Pneus

0
Postado 4 de novembro de 2012 por bisponeto em Automobilismo
No domingo (4/11), foram definidos os campeões das seis categorias na temporada 2012, durante as segundas provas da oitava e umtima etapa do Campeonato Metropolitano de Marcas e Pilotos, a Copa Bana Pneus, com bons “pegas” no Autódromo Internacional de Curitiba (AIC). Os campeões foram: Marcas “A”: Davi Dal Pizzol; Marcas “B”: Vicente Orige Silva; Marcas Sênior: Toninho Espolador; Turismo 5000 “A”: Eduardo Berlanda; Turismo 5000 “B”: Osvaldo Scheer Filho; e na Turismo 1.6: Ruslan carta Filho/Andrei carta. A etapa teve promoção e organização da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

– Turismo 5000 –

O domingo começou com a segunda prova das categorias Turismo 5000 “A” e Turismo 5000 “B”, com belas disputas entre os 15 participantes por melhores posições na prova. Como na prova de sábado, Eduardo Berlanda largou na frente e passou a abrir vantagem para os demais. No fim da reta, após a largada, os carros de Marco Antonio Garcia (PR) e Maurício Reuter (SC) se enroscaram no “S” de baixa e o piloto catarinense abandonou a corrida. Na terceira volta, Anderson Andrade rodou no fim da reta, perdendo algumas posições. Depois disso, os carros foram se espalhando pela pista. Após de 14 voltas, a vitória na Geral e Turismo 5000 “A” foi de Eduardo Berlanda, com tempo total de 22min42s356, seguido de Marco Antonio Garcia, a 5s091, Roberto Pruner, a 13s556, Armin Kliewer, a 23s220, e em quinto lugar, Anderson Andrade, a 40s288. Na Turismo 5000 “B”, venceu Márcio Reuter, com o tempo de 22min58s531, com Osvaldo Scheer Filho em segundo, a 15s526, Marco Aurélio Garcia em terceiro, a 20s417, Marco André Garcia em quarto, a 28s734, Robson Kolling em quinto, a 30s464, e Richard Heidrich em sexto, a 36s035. Eduardo Berlanda marcou a volta mais rápida da prova, na 2.ª passagem, com tempo de 1min36s064, à média de 138,470 km/h.

– Marcas –

            A largada da segunda prova das categorias Marcas “A”, “B” e Sênior, aconteceu às 11h20, com Davi Dal Pizzol largando na pole position, seguido de perto por Valmor Emílio Weiss, Jorge Martelli, Michel Giusti, Pierre Sabbagh, Marcos Ramos, Vicente Orige Silva, Wanderlei Berlanda Jr, Thiago Rausis e Max Mohr. A grande “briga” da prova foi entre Davi Dal Pizzol, Jorge Martelli e Michel Giusti, pela liderança da corrida do início ao fim da prova. Bons “pegas” entre os primeiros, nas três categorias. Na 9.ª volta, entrou o safety car regulamentar, onde os três por categoria eram: Marcas “A”: Davi Dal Pizzol, Michel Giusti e Jorge Martelli. Marcas Sênior: Marcos Ramos, Max Mohr e Júlio Machado. E na Marcas “B”: Vicente Orige Silva, Wanderlei Berlanda Jr e João Gilberto Arruda. Após a relargada, na 11.ª volta, uma batida entre os carros de Marcos Ramos e João Gilberto Arruda chegou a assustar, mas não foi preciso nem para a corrida. Na 13.ª volta, Michel Giusti assumiu a liderança, mas na 16.ª o líder era Jorge Martelli. Ao fim de 18 voltas, a vitória na Geral e na Marcas “A” de Jorge Martelli, com tempo total de 33min47s330, seguido de Michel Giusti, a 0s302, Davi Dal Pizzol, a 0s952, Gustavo Magnabosco, a 1s431, Thiago Rausis, a 1s951, e em sexto lugar, Valmor Emílio Weiss, a 2s436. Na Marcas “B” venceu João Gilberto Arruda, com o tempo de 33min50s417, com Vicente Orige Silva em segundo, a 0s697, Wanderlei Berlanda Jr em terceiro, a 1s076, Roberto Bonato em quarto, a 7s973, Thiago Oliveira em quinto, a 8s626, e, Aloysio Ludwig em sexto lugar, a duas voltas. E na Sênior, vitória de Cláudio Simão, com tempo de 33min52s069, vindo a seguir Gilberto Borges, a 3s446, Júlio Machado, a 4s596, Celso Mancia, a 6s100, Carlos Brockveld, a 10s843, e, Marcos Ramos, a uma volta. A volta mais rápida da prova foi de Marcel Rodrigues, na 7.ª passagem, com o tempo de 1min40s584, à média de 132,248 km/h.

– Turismo 1.6 –

            A segunda prova da categoria Turismo 1.6 foi muito disputada, com Ruslan Carta Filho largando na pole position e vencendo de ponta a ponta. Boa prova de Geovane Ciesieski, que largou da 18.ª posição e chegou em quarto lugar. Boa disputa entre Stive Tokarski, Jeferson Averbuch e Rodrigo Kostin, pela segunda, terceira e quarta posições. O “safety car” entrou na sétima volta, para que os socorristas pudessem retirar o carro 192, de Andreatta, que capotou no “S” de baixa. Na relargada, Ruslan Carta Filho manteve a ponta da prova e passou a abrir vantagem para os demais, deixando a “briga” para Jeferson Averbuch, Marcelo Cordeiro e Geovane Ciesielski, pela terceira, quarta e quinta posições. Ao fim de 18 voltas, vitória de Ruslan Carta Filho na Turismo 1.6, com tempo total de 33min48s978, seguido de Stive Tokarski, a 2s579, Jeferson Averbuch, a 4s010, Geovane Ciesielski, a 10s547, Marcelo Cordeiro, a 11s126, e em sexto lugar, Edson Sita, a 11s905. A volta mais rápida da prova foi de Ruslan Carta Filho, na 11.ª passagem, com o tempo de 1min43s143, à média de 128,967 km/h.


0 Commentarios



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta


(obrigatório)