Porsche volta a fabricar carros esportivos

0
Postado 2 de maio de 2020 por bisponeto em Automóveis
A partir da próxima segunda-feira, 4 de maio, a Porsche vai retomar sua produção, com base nas condições locais e de cada tarefa envolvida. Todas as medidas necessárias foram tomadas antecipadamente para garantir a máxima segurança possível para os empregados e para que a produção possa ser aumentada gradualmente até a capacidade máxima. À medida que a produção for aumentada na fábrica principal, em Zuffenhausen, e nas instalações de Leipzig, todos os funcionários agora vão retomar o trabalho passo a passo. Os processos adaptados na produção, logística e compras tiveram a aprovação do Conselho dos Trabalhadores e do Departamento de Saúde. As exigências de diferentes autoridades também serão atendidas.

“O recomeço é um sinal importante, tanto para nossos empregados como para nossos clientes. Nós monitoramos e analisamos a situação com muito cuidado desde o começo e adaptamos os processos com flexibilidade. Agora é o momento certo para olhar para a frente com otimismo e retomar o trabalho – sob precauções especiais”, diz Albrecht Reimold, membro do Conselho Executivo da Porsche AG responsável pela Produção e Logística.

Um abrangente catálogo de medidas foi criado para as fábricas da Porsche em Zuffenhausen e Leipzig. Além de dar suprema importância para garantir a proteção dos empregados, essas medidas são orientadas para permitir a retomada organizada e eficiente da produção, tão rápido quanto possível. Os empregados envolvidos na produção, por exemplo, são solicitados a manter uma distância mínima de 1,50 metros entre si, seguir regras básicas de conduta ou utilizar uma máscara facial em determinadas áreas.

Instituições médicas e pessoal médico têm prioridade absoluta para a Porsche no tocante ao equipamento com roupas protetoras. Assim, a empresa está organizando o equipamento como parte da iniciativa “Porsche helps”, além de doar dinheiro para hospitais, assim como comida para bancos de alimentação. O orçamento para doações foi aumentado em cinco milhões de euros.

“Será preciso um grande esforço para colocar o sistema econômico e social em movimento novamente. Todos precisam contribuir para isso”, diz Oliver Blume, presidente do Conselho Executivo da Porsche AG. “É importante assumir uma atitude positiva fundamental. Toda crise também proporciona oportunidades. Queremos aproveitá-las ao máximo”.

Inicialmente, a empresa suspendeu a produção em suas duas fábricas em 21 de março de 2020 por um período de duas semanas e anunciou que iria avaliar continuamente a situação. Devido a gargalos nas cadeias globais de fornecedores, as fábricas permaneceram fechadas por um total de seis semanas, pois não era possível manter uma produção organizada.

Além de suspender a produção, a Porsche também decidiu implementar várias outras medidas restritivas. Elas continuarão em vigor até outra decisão para aliviar a carga sobre a infraestrutura nas instalações. Isto significa que o nível de “trabalho à distância”, que foi fortemente aumentado, será mantido nas áreas indiretas, e que reuniões serão feitas através de vídeo ou telefone. A restrição de viagens de negócios também continua mantida.


0 Commentarios



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta


(obrigatório)