Audi e-tron, SUV 100% elétrico, chega às revendas do Brasil

0
Postado 23 de abril de 2020 por bisponeto em Automóveis
A Audi do Brasil, no meio da quarentena contra o Covid-19, inicia um novo capítulo em sua consagrada história de 25 anos de presença no País, com o SUV Audi e-tron, primeiro veículo 100% elétrico da marca e totalmente livre de emissões. Ele chega ao mercado brasileiro a partir de abril, como personagem principal da estratégia de sustentabilidade da empresa, cujo compromisso é ser neutra em carbono até 2050. O modelo já está disponível em concessionárias que possuem a bandeira e-tron, com preço público sugerido a partir de R$ 499.990,00, e possui 4 anos de garantia no veículo e 8 anos nas baterias. Durante o período de lançamento, existem condições exclusivas: preço especial de R$ 459.990,00, 4 anos de manutenção inclusos e valorização de R$ 15.000,00 na troca do usado.

“O e-tron é um verdadeiro marco na história da Audi no mundo todo, pois é o primeiro veículo 100% elétrico da marca produzido em série e comercializado com sucesso em diversos mercados. Agora chegou a vez do Brasil, como prometido ainda no Salão do Automóvel de São Paulo de 2018. É um veículo extremamente inovador e incrível de dirigir, que traz todas as características de esportividade, conforto e praticidade de um grande Audi. É o embaixador perfeito da nova fase do nosso lema Vorsprung durch Technik, que significa evolução através da tecnologia”, avalia Johannes Roscheck, CEO e Presidente da Audi do Brasil.

Motores elétricos e nova tração quattro

O Audi e-tron, primeiro SUV 100% elétrico da marca, chega ao Brasil com uma das construções mais impactantes da marca. Montado sobre a plataforma MEB, o novo modelo é equipado com dois motores elétricos realmente silenciosos, que combinam para uma potência total de 408 cv com 664 Nm de torque – as forças são distribuídas em 135 kW de potência e 309 Nm de torque na frente e 165 kW de potência e 355 Nm no motor traseiro. Por ter torque instantâneo, completa 0-100 km/h em 5,7 segundos, com velocidade máxima limitada eletronicamente em 200 km/h.

Uma nova geração da tração quattro – a tração elétrica nas quatro rodas – garante excelência em aderência e dinâmica em qualquer tipo de terreno. O modelo regula a distribuição ideal de torques de acionamento entre os dois eixos em uma fração de segundo. Na maioria dos casos, o SUV usa principalmente seu motor elétrico traseiro para obter a mais alta eficiência. Se o motorista exigir mais energia, a tração elétrica nas quatro rodas redistribui o torque conforme necessário para o eixo dianteiro. Além disso, com o Audi drive select o motorista pode variar as características de direção entre sete perfis: Auto, Comfort, Efficiency, Offroad, Dynamic, Allroad e Individual. No modo Dynamic, a tração privilegia a esportividade ao dar maior preferência de torque para o eixo traseiro, enquanto nos outros modos a distribuição é mais equilibrada entre ambos os eixos.

Baterias e sistemas de recuperação

O sistema de baterias de íons de lítio pesa cerca de 700 kg e é composto por 36 módulos de alumínio, que deixam o centro de gravidade do Audi e-tron semelhante ao de um sedan. O veículo possui autonomia de até 436 quilômetros (ciclo europeu WLTP), ideal para percorrer longos trajetos, e pode recarregar de diversas formas. Uma delas é por meio de redes externas. Basta plugar o veículo em uma tomada, desde uma simples 110V até as de alta tensão, para iniciar a recarga, cujo tempo varia de acordo com a potência elétrica disponível. Em estações de recarga ultra rápida de 150 kW, por exemplo, é possível carregar até 80% da bateria em 30 minutos.

Na maioria dos casos, os consumidores optam por carregar o veículo elétrico durante a noite, como os smartphones. Nesse caso, o Audi e-tron pode ser carregado com a potência máxima disponível considerando outros equipamentos elétricos no domicílio para evitar sobrecarga do sistema residencial. Os clientes também podem definir suas próprias prioridades, como programar o horário de carregamento de acordo com o horário que oferece valor reduzido da energia. Além da recarga em redes externas, o SUV pode recuperar a energia de outras duas maneiras: simplesmente ao tirar o pé do acelerador ou quando o pedal de freio é acionado. Durante mais de 90% de todas as desacelerações, o e-tron recupera a energia exclusivamente por meio de seus motores elétricos.

Um fato totalmente novo é que o motorista pode selecionar o grau de recuperação de energia em três níveis utilizando as aletas localizadas atrás do volante, que lembram os tradicionais shift-paddles. No nível 0, o Audi e-tron não recupera energia quando o motorista solta o pedal do acelerador. No nível 1, de desaceleração mínima, e no nível 2, de alta desaceleração, os motores elétricos geram torque de freio regenerativo, fazendo com que o SUV elétrico reduza a velocidade notavelmente enquanto produz eletricidade – o motorista pode desacelerar e acelerar usando apenas o pedal do acelerador, criando a sensação de pedal único. Em baixas velocidades, praticamente não há necessidade de usar o pedal do freio.

Além de ajustar manualmente o nível de recuperação com as aletas do volante, o motorista também pode selecionar o modo automático na MMI. Assim, o modelo aproveita seu potencial máximo de recuperação em combinação com o sistema de controle integrado de freios eletro-hidráulicos. A Audi é o primeiro fabricante do mundo a usar esse tipo de sistema em um veículo elétrico produzido em série. O gerenciamento térmico do sistema de bateria é um capítulo à parte: um total de 22 litros de líquido de arrefecimento flui através dos 40 metros de conexões no Audi e-tron, garantindo que as baterias sejam mantidas, na maior parte das vezes, dentro de sua faixa ideal de eficiência de 25ºC a 35ºC em várias situações, desde um dia frio no inverno até os dias quentes de verão, o que contribui para a vida útil.

Retrovisores virtuais: aerodinâmica e esportividade

A aerodinâmica inteligentemente projetada também contribui bastante na eficiência. Um dos destaques são os retrovisores externos virtuais – uma novidade mundial em modelos de produção em série. Quando equipado com esta tecnologia inovadora, o Audi e-tron alcança um coeficiente de arrasto de 0,27, melhor resultado no segmento de SUV, aumentando muito sua eficiência e contribuindo para sua autonomia.

Os retrovisores virtuais não apenas reduzem o arrasto, mas também levam a digitalização do veículo a um nível totalmente novo. O equipamento conta com uma câmera, onde as imagens são processadas digitalmente e exibidas nos monitores internos laterais de 7 polegadas com tecnologia OLED de 1.280 x 800 pixels, cujo brilho se ajusta automaticamente. Se o motorista move o dedo sobre a tela sensível ao toque, símbolos são ativados possibilitando mover a imagem e ajustar o ângulo desejado. Graças ao processamento sofisticado de imagens, os monitores oferecem uma qualidade superior ao espelho convencional em várias situações, como o reflexo direto da luz solar, nitidez para visão noturna ou mesmo pelo fato de não embaçar em dias chuvosos.

Outras soluções aerodinâmicas também foram adotadas, como a suspensão a ar, que se ajustam individualmente às condições da estrada. Dependendo da velocidade e preferência do motorista, a altura da suspensão varia até 76 milímetros. Especialmente em viagens mais longas, uma altura de condução mais baixa melhora a aerodinâmica e também contribui para a autonomia. É possível destacar ainda a parte inferior do veículo totalmente forrada com placa de alumínio, que além de proteger a bateria também reduz o arrasto, e a entrada de ar frontal ajustável na grade dianteira conhecida como Singleframe, que pode se abrir e fechar dependendo das condições. Toda essa eficiência aerodinâmica resulta em um silêncio que merece atenção especial. Os únicos sons perceptíveis são do rolamento dos pneus na superfície e do suave funcionamento dos motores elétricos. O conforto acústico é um dos pontos fortes de todos os modelos Audi e o e-tron aumenta ainda mais essa experiência.

Direção eletrizante e dimensões

A sensação de dirigir o Audi e-tron é de muita esportividade e excelente dinâmica. Um fatorchave para isso é a posição baixa e central na qual o sistema de baterias é instalado: entre os eixos, na forma de um bloco plano e largo, e abaixo do habitáculo reservado aos passageiros. Desta forma, a distribuição de peso é perfeitamente equilibrada em 50:50 nos eixos. A bateria é fixada à estrutura do corpo do Audi e-tron em 35 pontos, o que aumenta sua rigidez torcional e contribui para o alto nível de segurança. Comparado a um SUV convencional, o Audi e-tron oferece rigidez torcional 45% maior, um parâmetro essencial para excelência na dirigibilidade. Dependendo do modo de direção selecionado no Audi drive select, o sistema também influencia a suspensão padrão com amortecedores adaptáveis. Como resultado, existe uma grande diferença entre conforto para rodar suavemente ou escolher uma dirigibilidade mais esportiva.

O modelo tem 4.901 milímetros de comprimento, 2.043 milímetros de largura e 1.629 milímetros de altura. Com entre eixos de 2.928 milímetros, o Audi e-tron tem amplo espaço para cinco ocupantes e bagagens. Como o veículo elétrico não possui o eixo cardã, na parte traseira não há mais o túnel central, o que oferece um ganho de espaço incrível para o passageiro no assento central do banco de trás. A capacidade de bagagem é de 600 litros e, com o banco traseiro rebatido, o espaço aumenta para 1.725 litros. A ausência de um motor tradicional na parte frontal dá lugar a um compartimento que acomoda o kit de ferramentas do veículo e o cabo do carregador Audi compact charger.

Eletrificação visual: exterior e interior

Como representante elétrico da gama de veículos SUV da marca, o e-tron tem a grade Singleframe de design octogonal com linhas verticais e horizontais. Na extremidade inferior, o modelo é amplamente fechado, identificando-o como um modelo totalmente elétrico. A linha de ombro desenhada desde os faróis Full LED até as lanternas dá ao Audi etron a impressão de um modelo ainda mais próximo do chão. Com o teto solar panorâmico Open Sky, o modelo intensifica a sensação de leveza e espaço amplo. Na borda inferior dos faróis, quatro linhas horizontais criam a assinatura e-tron nas luzes diurnas. Pela primeira vez, isso é integrado diretamente aos faróis. Na parte traseira, a assinatura ótica mantém o design inaugurado no Audi Q8 e chama a atenção para a ausência dos tubos de escape. Na lateral do veículo, destaca-se o logotipo e-tron na cor laranja na tampa de abertura para acoplar o carregador.

Dentro do veículo, o design incorpora desempenho, inteligência e leveza. Os assentos possuem costura que lembra placas de um circuito elétrico, com ajuste de lombar e com memória para o motorista. A área do motorista foi projetada para que os dois grandes displays do MMI Touch, de 10,1 e 8,6 polegadas, com retorno tátil e sonoro, sejam levemente direcionados para o condutor. No visor superior, o motorista controla informações, entretenimento, navegação e configurações do e-tron – onde eles podem ativar um timer de carregamento ou especificar o tipo de regeneração, por exemplo. Na parte inferior, o motorista gerencia a entrada de texto, as funções de conforto e o ar-condicionado com o pulso apoiado confortavelmente no seletor de modo de direção.


0 Commentarios



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta


(obrigatório)