Lamborghini Sian: modelo mais potente e rápido da marca

0
Postado 3 de novembro de 2019 por bisponeto em Automóveis
A marca de Sant’Agata Bolognese mostrou sua grande novidade para o Salão de Frankfurt 2019: o Lamborghini Sian. Trata-se de um superesportivo que significa uma revolução na casa italiana por diferentes motivos, já que é o Lamborghini mais potente já produzido graças aos seus 819 cv.

Partindo de que Sian significa no dialeto bolonhês “flash” ou “relâmpago” – primeiro modelo de produção que não leva o nome de um touro -, é fácil imaginar que sua aceleração de 0 a 100 km/h é de dar vertigem, pois a realiza em menos de 2.8 segundos, com uma velocidade máxima que supera os 350 km/h. A Lamborghini conseguiu isso com a tecnologia híbrida. Ao seu motor V12 aspirado com válvulas de admissão de titânio e uma potência de 785 cv se une um motor elétrico de 48 volts que entrega 34 cv. A soma total de potência aliada ao seu leve peso – foram utilizados materiais leves para sua construção – conseguem que a relação peso/potência seja melhor que a do Aventador SVJ.

O motor elétrico está instalado na transmissão, permitindo, além de mover o carro em baixa velocidade, eliminar os vazios de potência nas mudanças de marcha e, portanto, as mudanças típicas das transmissões de dupla embreagem.

Outra das novidades importantes e pelas quais se conseguiu reduzir o peso em relação a um superesportivo híbrido de qualquer outro fabricante, é o uso de supercondensadores – alojados entre o habitáculo e o motor – no lugar de baterias de íons de lítio: armazena dez vezes mais carga, é três vezes mais potente e também três vezes mais leve que uma bateria que produz a mesma energia. Além disso, graças à frenagem regenerativa, o Lamborghini Sian o carrega completamente cada vez que se utiliza o sistema de freios.

Com relação ao design do Sian, a Lamborghini introduziu elementos revolucionários, como os faróis em forma de “Y”, inspirados no Lamborghini Terzo Millennio, e o aerofólio traseiro integrado no perfil. Mas também presta homenagem a modelos antigos como o Countach ao utilizar a linha Gandini, as entradas de ar NACA nas portas, as seis luzes traseiras hexagonais e o túnel “Periscopio” do teto que originalmente incorporou um espelho traseiro no modelo dos anos 70.

Serão fabricados somente 63 unidades – todas elas já vendidas – em comemoração ao ano da fundação da Automobili Lamborghini. Uma delas, a que esteve exposta no Salão de Frankfurt, está coberta pela pintura multicamada nas cores “Verde Gea” e “Ouro Electrum”, que adotam escamas e vidros dourados. Por sua parte, o interior mostra a cor “Terra di Sant’Agata Bolognese” com couro da Poltrona Frau e equipa, pela primeira vez, peças impressas em 3D.


0 Commentarios



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta


(obrigatório)