COLUNA RETA OPOSTA:

0
Postado 28 de setembro de 2019 por bisponeto em Automobilismo
Preliminar das 500 Milhas terá 200 Milhas de Turismo 1.6

Com a expectativa de ser a melhor edição de todos os tempos, a 28 500 Milhas de Londrina tem como novidade este ano a realização na preliminar das 200 Milhas de Turismo 1.6. A tradicional 500 Milhas de Londrina será disputada nos dias 22 e 23 de novembro no Autódromo Ayrton Senna, com promoção e organização de Beto Borghesi e Aloysio Moreira, com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA).

As 200 Milhas de Turismo 1.6 contará com carros das categorias Turismo Injetado e Turismo Carburado, seguindo o regulamento do Campeonato Paranaense. A expectativa é da participação de 25 carros, tendo no mínimo de dois e máximo de três pilotos. A premiação será para os cinco primeiros colocados na classificação geral e para os três primeiros nas categorias Injetados e Carburados. Rafael Lupatini está atuando como coordenador da categoria. Já as inscrições são feitas com Beto Borghesi pelo celular/whatsapp (43) 9 9938-0326. A taxa será de R$ 1000,00 por carro.

Lista de carros confirmados:

N.º 01 – Naor Petry/Michel Giusti; N.º 17 – Henrique Basso /Rafael Balestrin; N.º 18 – Rafael Lupatini (parceiro a confirmar); N.º 56 – Brendon Zonta Gabardo; N.º 74 – Thiri; N.º 00 – Peterson/banco livre pra locação; N.º 03 – Leonardo Kovalski/Stive Tokarski; N.º 69 – Ruslan Carta Filho/Andrei Carta; N.º 111 – Marcelo Andrade; N.º 14 – Nito/Tido; N.º 197 – Guilherme Ragnini /Leonardo Nascimento; N.º 151 – Silvano Ricardo de Brito; e N.º 19 – Alexandre/Igor. (Foto: Bispo Neto).

 

CBA confirma vitória na Cascavel de Ouro 2018

Em julgamento realizado ontem (quinta-feira), o STJD (Tribunal Superior de Justiça Desportiva) da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo) rejeitou por 9 a 0 o recurso da dupla Leandro Totti/Lucas Inoue e confirmou a vitória do trio formado por Edgar Favarin, Israel Favarin e David Muffato na Cascavel de Ouro do ano passado. O resultado ratifica decisão idêntica tomada pelo TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA), quando também já tinha rejeitado por unanimidade no recurso da dupla londrinense.

Rubens Gatti, presidente da Federação Paranaense de Automobilismo acompanhou o julgamento no Rio de Janeiro, juntamente com Dr. Jakson Hohara. Gatti destaca que o resultado confirma que os comissários que trabalharam na prova agiram de forma correta ao confirmarem a vitória De Edgar Favarin, Israel Favarin e David Muffato. Eles tiveram o sensor de cronometragem caído e a cronometragem precisou inserir manualmente os dados nas voltas que o carro ficou sem o ponto eletrônico. “A decisão do STJ da CBA demonstra que todos os procedimentos tomados pelos comissários no dia da prova estavam corretos. Ratifica também a decisão do TJD da Federação e demonstra a competência do quadro técnico e a seriedade como fazemos automobilismo no Paraná”, completa Gatti.

Com a decisão do STJD da CBA, o promotor da Cascavel de Ouro, Edson Massaro, já poderá marcar a data para a entrega definitiva do troféu e o cheque de R$ 100 mil a Edgar, Israel e David Muffato. A premiação estava retida, conforma determinava o regulamento particular da prova e o CDA (Código Desportivo de Automobilismo). A Cascavel de Ouro deste ano, a 33 edição da competição, está marcada para o dia 3 de novembro, no Autódromo Zilmar Beux. (Foto: Vanderley Soares).


0 Commentarios



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta


(obrigatório)