Zaiczuk vence mais duas e dispara na liderança do Paulista de Marcas

0
Postado 8 de maio de 2019 por bisponeto em Automobilismo
Superando as dificuldades apresentadas durante o treino, além da intensa disputa na pista, o piloto Alexandre Zaiczuk só tem motivos para comemorar. Foram duas quebras de embreagem, uma durante os treinos livres e outra durante o treino classificatório que exigiram um trabalho rápido e eficiente da equipe Speed Racing para conseguir colocar o carro na linha de largada. Depois disso, já durante a corrida, as intensas disputas deixaram marcas no carro e dificultaram a vida do piloto, que conseguiu se sobressair sobre os demais e terminar as duas corridas na primeira colocação na categoria Novatos, aumentando ainda mais a diferença na classificação sobre o segundo colocado.

Durante os treinos livres a embreagem já apresentava sinais de que havia algo errado, até a quebra. Ainda na sexta-feira (3/05) a peça foi substituída e tudo ficou pronto para os treinos classificatórios na manhã de sábado (4/05). Durante os classificatórios a embreagem quebrou novamente, impedindo que Zaiczuk fosse até o final dos treinos, mesmo assim garantiu a segunda posição na ordem de largada. Foi uma “corrida contra o tempo” da equipe Speed Racing para conseguir realizar a troca e deixar o carro pronto para a largada, que aconteceria em menos de duas horas. Tudo aconteceu no tempo limite e o carro ficou pronto para a largada.

Prova 1

Na primeira corrida o piloto do Peugeot 112 largou bem e foi pra cima do principal adversário na categoria, Danilo Castanha (Corsa 53). Durante a prova as trocas de posições foram intensas e alguns toques de corrida inevitáveis. Tentando se manter na liderança, Zaiczuk teve que disputar com pilotos de outras categorias. Na curva do Laranjinha Ale tomou um toque na traseira que quase o tirou da corrida. Com habilidade o piloto conseguiu se manter na pista, mas perdeu a liderança. Na volta seguinte, na curva do Lago, Zaiczuk deu o troco e recuperou a liderança até receber a bandeira quadriculada e vencer a prova.

“Foi muito difícil, pois estamos em um momento decisivo do campeonato e tudo fica mais intenso. Fui tocado várias vezes, mas foram situações de corrida. Felizmente me mantive na pista e consegui vencer a prova”, comemorou Alexandre Zaiczuk.

Prova 2

Terminando na sexta colocação geral e com a inversão do grid entre os seis primeiros, Zaiczuk largou na primeira colocação na segunda prova do dia. Antes da saída para a pista, o piloto fez uma observação ao preparador Edi Silva sobre o trambulador, prevendo que teria dificuldades nas trocas de marcha.

Largando muito bem, manteve a liderança geral por quatro voltas. Sem precisar segurar pilotos de outras categorias, Zaiczuk mantinha uma certa folga na categoria, mas seu principal adversário, Danilo Castanha, imprimia ritmo muito forte e conseguia escalar o pelotão. Depois da quarta volta teve que diminuir o ritmo e pensando no campeonato poupou o equipamento quando foi alcançado e começaram as disputas pelo primeiro lugar na categoria. Por duas vezes os pilotos alternaram as posições, e quando Ale estava na liderança o carro de Castanha quebrou provocando o abandono da prova restando duas voltas para o final.

Com as duas vitórias no fim de semana o piloto do carro 112 já acumula cinco vitórias em seis provas realizadas e disparou na liderança do campeonato. “Agora temos folga. Não podemos facilitar porque temos pilotos de grande qualidade no grid, porém com a diferença de pontos temo mais tranquilidade para administrar as corridas em busca do campeonato”, comentou o piloto depois da prova. A quarta etapa acontece de 31 de maio a 02 de junho, no Autódromo de Interlagos.

Cultura

Com uma ótima visibilidade antes, durante e depois das provas, Alexandre Zaiczuk tem conseguido ótimo retorno para os patrocinadores. A partir desta terceira etapa conta também com apoio da Black Iron Tatoo.

A tatuagem é provavelmente uma das formas de arte do corpo mais conhecidas e cultivadas no mundo, além da mais antiga. Usadas para marcar um momento importante, fazer uma homenagem ou simplesmente para embelezar o corpo, as tatuagens têm suas origens muito antes de Cristo (4.000 A.C).

Para Ale Zaiczuk, a convivência com a arte começou logo após atingir a maioridade, e virou um hábito. Com várias tatuagens representando momentos importantes, como o nome do filho Benjamim e a data da primeira vitória (que aconteceu no mesmo dia de seu aniversário), Zaiczuk sempre escolheu a Black Iron Tatoo para eternizar cada um deles. Com os desenhos feitos por Rodolfo Ronchi, as tatuagens representam força, determinação, dedicação, vitória, momentos especiais, também o respeito pelo número 13, que o acompanha desde as primeiras competições.

Essa história agora foi para a pista. Black Iron Tattoo é patrocinador do piloto. “O Black Iron Tattoo foi formado em 2015, com o objetivo de transmitir o amor e o comprometimento pela tatuagem para seus clientes. Buscando evoluir todos os dias com a troca de ideias entre tatuadores e aqueles que buscam a arte, sempre prezando pela exclusividade de cada projeto”, firma Rodolfo Ronchi, proprietário da Black Iron. Sobre a parceria com Zaiczuk, ele afirma que “foi muito produtiva, pois sempre buscamos um contato mais interativo com a galera que frequenta o nosso studio. O estilo de vida do Zaiczuk, sempre ligado ao automobilismo, serviu como combustível para o processo criativo ao fazer seus desenhos. Todas as tatuagens feitas no Alexandre estão ligadas com a sua vida, ressaltando ainda mais a sua paixão pelo mundo das pistas misturando-a com a arte”.


0 Commentarios



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta


(obrigatório)