Campo de Provas da Ford em Tatuí 40 anos: histórias de amor e trabalho

0
Postado 5 de dezembro de 2018 por bisponeto em Automóveis
A Ford está comemorando os 40 anos de operação do Campo de Provas de Tatuí, em São Paulo, com uma série de vídeos que homenageiam a sua história. O novo episódio, conta a trajetória de Fernanda Carvalho e Alexandre Ubida, engenheiros unidos pelo amor, pela família e pelo trabalho no centro de testes da Ford, que conta com um dos times de profissionais mais especializados da indústria.Veja o vídeo no link: https://www.youtube.com/watch?v=7rg62wMB6qY&feature=youtu.be.

A vida do casal de engenheiros é marcada pelas coincidências. Ambos nasceram no mesmo dia, 3 de julho de 1978, e assim como o Campo de Provas da Ford acabam de festejar 40 anos.

“Nos conhecemos há 26 anos no ensino médio, em São Bernardo do Campo, e depois cursamos juntos a Faculdade de Engenharia Elétrica em São Caetano do Sul”, conta Fernanda, engenheira do Laboratório de Emissões em Tatuí. Ela começou a trabalhar no Campo de Provas em agosto de 2004 e, dez meses depois, Alexandre, na época seu namorado, também foi contratado pela empresa em Tatuí.

Desde essa época, eles se mudaram para a região e apreciaram o seu ritmo de vida mais tranquilo. Eles se casaram em 2008 e escolheram como padrinhos colegas de trabalho do Campo de Provas. O casal tem dois filhos, Dudu e Diego, de 7 e 4 anos.

Entre outras experiências marcantes, no ano passado Alexandre teve a oportunidade de viajar à Índia para acompanhar o lançamento do Novo EcoSport no país. Responsável pela instalação dos componentes do motor e da transmissão do utilitário esportivo, ele ficou vários meses fora, que trouxeram um grande aprendizado profissional e pessoal.

“Quando estamos longe, passamos a valorizar ainda mais a família. Foi uma experiência incrível conhecer uma cultura tão diferente da nossa”, conta o engenheiro, atualmente supervisor de Instalação de Motor e Transmissão.

Para o casal, o Campo de Provas é como uma segunda casa. “É uma família com muita diversidade. Recebemos cidadãos de outros estados e até de outros países e cada um tem sua história e sua cultura”, completa Alexandre.


0 Commentarios



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta


(obrigatório)