A 4ª etapa da Copa SPK é marcada por ações sociais e belas disputas na pista

0
Postado 2 de outubro de 2018 por bisponeto em Automobilismo
Realizada no final de semana no kartódromo Raceland Internacional, em Pinhais-PR, a 4ª etapa da Copa Super Paraná de Kart (SPK) teve disputas acirradas na pista e belas ações fora dela. As corridas tiveram a pontuação válida pela 2ª etapa do Torneio de Inverno e reuniu 74 pilotos. Os treinos oficiais aconteceram no sábado e enquanto os karts tinham atividades na pista, alunos de jornalismo tiveram atividades nos boxes em uma oficina de fotojornalismo e vídeo documentário esportivos oferecidos gratuitamente pela APK-RMC (Associação de Pilotos de Kart da Região Metropolitana de Curitiba) com certificado de hora/atividade.

A tomada de tempo e as duas corridas tiveram prosseguimento no domingo. Pilotos, equipes e familiares contribuíram com a ação social promovida pela APK e fizeram a doação de alimentos não perecíveis para o IPC (Instituto Paranaense de Cegos). No intervalo do almoço a equipe Ramos Racing em parceria com a APK fez a entrega de 30 brinquedos para o Instituto AMA (Associação Mantenedora de Apoio à Criança de Risco e com Câncer) em uma ação solidária em campanha para o Dia das Crianças. Além disso, o Instituto Beija-flor (IBF), que executa projetos de atendimento e apoio à criança em situação de vulnerabilidade social, manteve uma barraca de venda de algodão doce e outras delícias no pátio do evento. Toda a arrecadação será revertida em benefício das crianças atendidas pelo IBF.

Consciência sustentável é outro projeto que a APK apoia e compartilha. O artesão Juliano Mattos fez uma exposição de artefatos decorativos feitos a partir da reciclagem de pneus. Vendeu várias peças e as pessoas que estiveram no evento já sabem que o lixo pode ser transformado em luxo. Um belo destino aos pneus usados de carros e de karts. Na pista algumas corridas foram definidas pela pontinha do bico do kart, e teve piloto que saiu de trás do pelotão e foi crescendo até conquistar uma posição no podium.

Na categoria Júnior, Pedro Ebrahim foi absoluto. Largou na pole e venceu as duas baterias tornando-se o campeão da etapa. Braian Fabrini e Enzo Macena foram o segundo e o terceiro lugares, respectivamente.

A Júnior Menor e a Novato entraram juntas na pista e fizeram o publico vibrar. Bernardo Licheski e Felipe Turci, da Novato, travaram bons pegas com Felipe dos Santos e Gabriel Paiva, da Júnior Menor, revezando a liderança das provas. Embora a pontuação das categorias seja separada, todos queriam receber a bandeira quadriculada em primeiro lugar. Na Novato, Felipe Turci conquistou o troféu de campeão com um primeiro e um segundo lugares. Bernardo Licheski e Kattlyn Magno, nesta sequência, ladearam Licheski no podium. Na Júnior Menor, Gabriel Paiva levou a melhor e o troféu de campeão da etapa seguido de Felipe dos Santos e Bernardo Athayde.

Na categoria Shifter, Gustavo Kiryla largou na frente. Em disputas intensas com Nathaniel Bueno os dois se tocaram, perderam a liderança e a vitória da primeira prova para Felipe Wolf. Nathaniel Bueno venceu a segunda corrida e ganhou o troféu de campeão da etapa. Felipe Wolf, Gustavo Kiryla, Luis Turmina e João Apolônio completaram as cinco posições do podium.

A F4 e a F4 Master juntas reuniram 23 pilotos e o maior grid do final de semana. Com disputas acirradas em diversos pontos e vários líderes no revezamento das provas Diego Said conquistou o degrau mais alto do podium pela F4. Paulo Rosseti, que largou da 21ª colocação na primeira bateria, encerrou a rodada em segundo lugar. Willian Ferens, Alessandro Marchini e Roberto Wuthstrach Jr completaram as cinco primeiras posições. Na F4 Master, Pablo Margeon foi o vencedor seguido de Nestor Ferens e Samurai Sam.

Destinadas a pilotos entre 7 e 10 anos, as categorias Mirim e Cadete deram um show a parte. A primeira bateria, que teve Dimas Mota largando na pole, foi vencida por Dudu Palu por dois milésimos de segundo de diferença para Mota depois de 12 voltas de fortes emoções e disputas em várias posições. Na segunda bateria, foi a vez de Mota chegar em primeiro, com uma diferença um pouquinho maior para Palu, 0s027. No podium, Mota subiu no primeiro lugar ladeado por Dudu Palu e Alfredinho Ibiapina. Erick Schotten e Gabriel Malucelli completaram os cinco degraus. Romullo Ribas venceu na Cadete Rookie, seguido de João Figueiredo e Breno Ebrahim. Na Mirim, Felipe Vriesman foi o campeão da etapa seguido por Christiam Mosimann, Artur Bessa, Augustus Toniolo e Davi Seibt.

Na Sênior, dividida em classe A, B e Super, 18 pilotos apresentaram boas disputas, mas as vitórias foram dos pole positions. Na Sênior A e na Geral, Leonardo Torres foi perfeito vencendo as duas provas e conquistando o troféu de campeão da etapa, seguido de José Pinheiro, Mauro Carvalho e Lico Kaesemodel. Na B, o vencedor foi Gonçalo Alage. Rafael Mansur, André Neves, Luiz Lucatto e Igor Taques completaram as cinco primeiras posições. Na Super Sênior, Markenson Marques foi absoluto e subiu no alto do podium ladeado por Manoel Queiroz e Doglas Pierosan. Carlos Gonzales e Marcos Ramos ocuparam o quarto e o quinto lugares.

A próxima etapa da Copa Super Paraná de Kart está marcada para os dias 10 e 11 de novembro e definirá os campeões do Torneio de Inverno. O evento tem o patrocínio da Intersept Seguros, da M&L Produções e apoio da Sanepar, WL Impressões e Auxiliar Serviços.

Texto: Eni Alves
Fotos: Eni Alves e Gilmar Rose


0 Commentarios



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta


(obrigatório)