Volkswagen lança a Amarok V6 Highline

0
Postado 23 de fevereiro de 2018 por bisponeto em Automóveis
A Volkswagen do Brasil promoveu o lançamento oficial da Amarok V6 Highline nesta quinta-feira (22/2), em Campo de Marte, São Paulo, para a imprensa especializada brasileira. A novidade, que traz o motor 3.0 V6 TDI (turbodiesel) de 225 cv, chega às concessionárias da marca ainda em fevereiro, com preço sugerido de R$ 184.990, para complementar a oferta da picape.

A Amarok V6 Highline tem configuração de carroceria cabine dupla e extensa lista de itens de série, que inclui recursos como faróis bixenônio com luzes de uso diurno de LEDs, sistema de auxílio ao estacionamento com câmera de ré, sistema de freios pós-colisão e os mais modernos recursos de infotainment do mercado. Visualmente, se diferencia das demais versões pelos logotipos na grade do radiador e na tampa traseira e pelos retrovisores pintados na cor Preto Mystic, com detalhes cromados. A Amarok V6 Highline está disponível nas cores Branco Cristal (sólida), Preto Mystic (perolizada), Prata Sírius e Cinza Indium (metálicas).

Maior potência e torque do segmento

De última geração, o novo motor tem 3 litros de cilindrada e combina tecnologia de injeção direta common-rail de combustível e turbocompressor de geometria variável. Esse motor possui acionamento dos comandos por correntes, que não requerem manutenção, e circuitos separados de arrefecimento para o cabeçote e o bloco, o que permite melhor gerenciamento da temperatura de funcionamento.

Com ele, a Amarok V6 Highline torna-se a picape mais potente e de maior torque em seu segmento no mercado brasileiro. São 225 cv disponíveis na ampla faixa de 3.000 rpm a 4.500 rpm. E o torque é de 550 Nm (56,1 kgfm), entregue já a partir de apenas 1.500 rpm e mantendo-se pleno até as 2.500 rpm. Em relação ao já eficiente motor quatro-cilindros 2.0 biturbo que equipa as versões Trendline e Highline automáticas (todas de cabine dupla), o ganho é de 25% em potência (45 cv a mais) e de 31% no torque (130 Nm, ou 13,3 kgfm).

Todo esse torque entregue a tão baixo regime de giro dá à Amarok V6 desempenho excelente em qualquer tipo de terreno. Mais do que isso: a picape tem desempenho próximo ao de modelos esportivos da Volkswagen. Sua velocidade máxima é de 190 km/h. E a picape acelera de 0 a 100 km/h em apenas 8 segundos.

Para esse desempenho de carro esporte colabora o câmbio automático de 8 marchas que equipa a Amarok V6 Highline. Trata-se de uma nova versão da transmissão utilizada atualmente nas demais versões da picape (equipadas com o motor 2.0 TDI), desenvolvida para lidar com o maior torque produzido pelo motor V6 TDI. A picape produzida na fábrica da Volkswagen em General Pacheco, na Argentina, tem sistema de tração permanente nas quatro rodas 4MOTION e é equipada com pneus 255/60 R18, com rodas de liga leve de 18 polegadas com desenho “Manaus”. Opcionalmente o modelo pode ser equipado com pneus 255/55 R19 e rodas “Milford”.

Segurança total na Amarok V6 Highline

A segurança é total na Amarok V6 Highline. O modelo oferece o que há de mais moderno no segmento de picapes médias. Além do sistema ABS off-road, que auxilia na frenagem sobre piso solto (como terra ou cascalho), a Amarok V6 Highline é equipada com freios a disco nas quatro rodas, recurso exclusivo no segmento.

Os discos dianteiros possuem 332 mm de diâmetro, o que colabora para melhor desempenho em situações de maiores cargas. Os discos traseiros, de 300 mm de diâmetro, possuem cobertura interna para evitar o acúmulo de sujeira, especialmente em situações de fora de estrada.

A Amarok V6 Highline traz de série o sistema de freios “Post- Collision Brake” (sistema de frenagem automática pós-colisão), exclusivo na categoria. Esse sistema aciona automaticamente os freios do veículo quando ele se envolve em uma batida, para reduzir a energia cinética residual. O acionamento do sistema de frenagem pós-colisão se baseia na detecção da colisão inicial pelos sensores dos airbags.

A picape Volkswagen é equipada com vários recursos de auxílio ao motorista, como Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC), HDC (Hill Descent Control ou Controle Automático de Descida) e HSA (Hill Start Assist ou Assistente para Partida em Subida). Também traz o BAS (Sistema de Assistência à Frenagem), ASR (Controle de Tração) e EDS (Bloqueio Eletrônico do Diferencial), todos itens de série.

Também é item de série o indicador de perda de pressão dos pneus. Esse sistema (composto de 4 sensores instalados nas válvulas de enchimento dos pneus) mede diretamente a pressão de cada pneu e aciona um alerta no quadro de instrumentos se um deles tiver a pressão abaixo do valor recomendado. Resultado: maior segurança – aumentando a vida útil dos pneus – e menor consumo de combustível. A lista de recursos de segurança da Amarok V6 Highline é incrementada pela oferta, de série, de quatro airbags (dianteiros e laterais de tórax e de cabeça para motorista e passageiro), além de sistema ISOFIX para fixação de cadeiras para criança no banco traseiro.

Os faróis são bixenônio com luz de condução diurna (DRL) em LEDs. Também há faróis de neblina com luz de conversão estática, o que garante maior segurança, ampliando a área iluminada em curvas feitas a baixa velocidade. Sempre que os faróis estiverem ligados (alto ou baixo) e a seta for acionada ou o volante for girado, o farol de neblina do lado correspondente ao que o veículo estiver virando é acionado automaticamente.

Três faixas de potência

Com a chegada do motor V6, a Volkswagen Amarok passa a ser oferecida em sete versões, com três faixas de potência, ampliando sua atuação no mercado nacional. A versão S (disponível em cabine simples ou cabine dupla), conta com o motor 2.0 turbodiesel com 140 cv de potência e 34,7 kgfm (340 Nm) de torque, sempre associado ao câmbio manual de seis marchas.

As opções SE, Trendline e Highline são equipadas com o motor 2.0 diesel com dois turbocompressores com potência de 180 cv. O torque é de 40,8 kgfm (400 Nm) com câmbio manual (versão SE) e 42,8 kgfm (420 Nm) com transmissão automática de oito velocidades (item de série nas versões Trendline e Highline).


0 Commentarios



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta


(obrigatório)