Hamilton vence GP da Rússia de F-1

0
Postado 12 de outubro de 2014 por bisponeto em Automobilismo
Muita emoção marcou o início do GP da Rússia de Fórmula-1 neste domingo, disputado em Sochi. Antes da largada, os 21 competidores se enfileiraram a frente do “grid” e fizeram um minuto de silêncio em homenagem ao amigo Jules Bianchi. E antes de entrarem em seus carros, ainda se abraçaram em um círculo. O piloto da Marussia sofreu um forte acidente durante o GP do Japão, que fez a prova ser encerrada prematuramente. Em alta velocidade ele escapou da pista, bastante molhada, e se chocou com o guindaste que retirava o carro do alemão Adrian Sutil, acidentado na volta anterior.
De acordo com o último boletim médico divulgado, Bianchi sofreu uma lesão axonal difusa, que é causada por fortes traumas na cabeça. Ele está internado no Hospital de Mie no Japão, em estado considerado crítico, porém estável.
A PROVA
O piloto britânico Lewis Hamilton teve um fim de semana dos sonhos na primeira edição do Grande Prêmio da Rússia de Fórmula-1. O piloto da Mercedes venceu a prova de ponta a ponta, abriu vantagem na liderança do campeonato e ainda conquistou o título do Mundial de Construtores para sua equipe.
Hamilton largou na “pole position” em Sochi, e só deixou a primeira colocação da corrida por alguns momentos na primeira volta em que Rosberg o ultrapassou utilizando a parte externa da pista. Por isso, o alemão precisou devolver a posição. O erro de Rosberg deu a vantagem necessária para que Hamilton confirmasse sua liderança ao conquistar a vitória no 1º GP da Rússia da história, disputada em Sochi. Rosberg chegou a ultrapassar Hamilton na largada, mas errou a frenagem, passou pela área de escape e teve de devolver a posição. E ainda teve de antecipar a parada nos boxes por conta de rodas travadas. Mesmo assim, recuperou com facilidade as posições e terminou em segundo, garantindo a nona dobradinha a Mercedes nesta temporada.
Valtteri Bottas (Williams) completou a corrida em terceiro lugar, enquanto Massa ficou em 11º com uma corrida frustrada de recuperação. Jenson Button foi o quarto, à frente de Kevin Magnussen, Fernando Alonso, Daniel Ricciardo, Sebastian Vettel, Kimi Raikkonen e Sergio Pérez, completando a zona de pontuação. O brasileiro Felipe Massa apostou numa estratégia diferenciada para tentar compensar os problemas sofridos no treino classificatório, mas acabou mesmo em 11º lugar. O resultado em Sochi garantiu à M-Benz o inédito título do Mundial de construtores com três etapas de antecedência, pois com 565 pontos não pode mais ser ultrapassada pela Red Bull, segunda colocada. A próxima prova do calendário é o GP dos Estados Unidos, em 2 de novembro.
Classificação final do GP da Rússia:
1.º) Lewis Hamilton (GBR/Mercedes), 53 voltas em 1h31min50s744;
2.º) Nico Rosberg (ALE/Mercedes), a 13s6;
3.º) Valtteri Bottas(FIN/Williams), a 17s4;
4.º) Jenson Button (GBR/McLaren), a 30s2;
5.º) Kevin Magnussen (DIN/McLaren), a 53s6;
6.º) Fernando Alonso(ESP/Ferrari), a 1min00s0;
7.º) Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull), a 1min01s8;
8.º) Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), a 1min06s1;
9.º) Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), a 1min18s8;
10.º) Sergio Perez (MEX/Force India), a 1min20s0;
11.º) Felipe Massa (BRA/Williams), a 1min20s8;
12.º) Nico Hulkenberg(ALE/Force India), a 1min21s3;
13.º) Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso), a 1min37s3;
14.º) Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso), a 1 volta;
15.º) Esteban Gutierrez (MEX/Sauber), a 1 volta;
16.º) Adrian Sutil (ALE/Sauber), a 1 volta;
17.º) Romain Grosjean (FRA/Lotus), a 1 volta;
18.º) Pastor Maldonado(VEN/Lotus), a 1 volta;
19.º) Marcus Ericsson (SUE/Caterham), a 2 voltas.


0 Commentarios



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta


(obrigatório)