Constellation vira Carro-forte

0
Postado 31 de agosto de 2014 por bisponeto em Caminhões
Primeiro carro-forte do mercado, equipado com cabine estendida, o caminhão Volkswagen Constellation 24.280 8×2 fará o transporte de valores da empresa Protege na cidade do Rio de Janeiro. Desenvolvido em parceria pela engenharia brasileira da MAN Latin America, fabricante dos veículos comerciais VW e MAN, MIB Blindados, implementadora nacional de carrocerias e Grupo Protege, o caminhão Constellation poderá transportar até uma tonelada a mais de carga que os principais produtos concorrentes no mercado nacional. Para fazer frente às necessidades específicas desse tipo de transporte, a configuração do modelo permite o transporte de cargas de valores maiores, atendendo a uma demanda crescente no mercado brasileiro.

Devido à cabine avançada, o modelo é um metro menor em comprimento, se comparado com os concorrentes, ganhando agilidade em sua circulação para garantir ainda mais segurança durante o transporte e condução. Nessa aplicação, a capacidade maior de carga poderá servir para o transporte de mais moedas. O veículo dispõe de 29 toneladas de peso bruto total (PBT) e pesa 14 toneladas (tara do veículo).

“O transporte de valores e de cargas valiosas é um importante segmento de transporte para a MAN Latin America. O mercado tinha esse nicho ainda inexplorado de veículos equipados com cabine estendida e agora nós, da MAN junto com nossos parceiros de negócios, somos pioneiros nesse tipo de soluções”, afirma Ricardo Alouche, vice-presidente de Vendas, Marketing e Pós-Vendas da empresa.

A fabricante foi a primeira a oferecer chassis de 8 e 9 toneladas específicos para transporte de valores no Brasil. A montadora, localizada em Resende (RJ) é líder nas vendas nacionais deste mercado pelo quarto ano consecutivo com mais de 70% de participação, de acordo com os números de encarroçamentos realizados pelas maiores empresas especializadas do território brasileiro. No total, a empresa já ultrapassou a marca de 1.100 chassis de carros-fortes comercializados, não só no Brasil, como também no exterior.


0 Commentarios



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta


(obrigatório)