GT3 Brasil: Irmãos Ebrahim ficam em terceiro na 1.ª corrida

0
Postado 5 de outubro de 2013 por bisponeto em Automobilismo
O sábado (5/10) não foi bom para a dupla paranaense Wagner e Fábio Ebrahim (Audi Top Service/Transamérica/HB Óculos), durante a primeira corrida da sexta etapa do Campeonato Brasileiro de Gran Turismo 2013, que está sendo realizada neste fim de semana, no Autódromo Internacional do Velopark, em Nova Santa Rita (RS). Um toque do Lamborghini de Júlio Campos no Audi R8 LMS de Wagner Ebrahim, desalinhou o carro, tirando a chance dos paranaenses “brigarem” pela vitória na primeira corrida.

Nos treinos classificatórios o desempenho da Equipe Ebrahim Motors foi bom. Na classificação da primeira corrida, o piloto Wagner Ebrahim marcou o tempo de 53s324, ficando com o quarto lugar do grid. Na classificação da segunda corrida, seu irmão caçula Fábio Ebrahim marcou a pole position a bordo do seu Audi R8 LMS Ultra, com o tempo de 53s798, seguido de Marcelo Hahn (53s867), e Chico Longo (55s032).

Largando da quarta posição do grid, Wagner Ebrahim foi para cima do terceiro colocado Júlio Campos, tentando ganhar sua posição. Foi quando os carros se tocaram, prejudicando o rendimento do Audi R8 LMS Ultra no restante da prova. Mesmo assim. Wagner se manteve na quarta posição até a entrada nos boxes para a troca de pilotos, na 21.ª volta. Fábio Ebrahim retornou em 10.º lugar, passando a ganhar posições com a parada dos demais, até chegar à terceira posição, mas sem condições de “brigar” pelas primeiras posições. Ao fim de 51 voltas, vitória da dupla Chico Longo/Daniel Serra, com tempo total de 50min46s353, seguida de Guilherme Figueroa/Júlio Campos, a uma volta, Paulo Poeta/Daniel Daroz, a duas voltas, Fábio Ebrahim/Wagner Ebrahim, a duas voltas, Cristiano Almeida/Pierre Ventura, a três voltas e em sexto lugar, Sérgio Lagana/Allan Hellmeiter, a três voltas. A volta mais rápida da prova foi da dupla Allan Khodair/Marcelo Hahn, na quarta passagem, com o tempo de 52s958, à média de 154,855 km/h.

“Primeiro o começo da prova foi complicado, tive o toque com o Júlio, mas foi algo de corida. Isso acabou afetando um pouco o desempenho do Audi, deixando-o instável e, para piorar nossa situação, provavelmente a bomba de combustível, não sei ainda se de alta ou de baixa, começou a falhar, algo que vem se repetindo desde o início do ano, por causa do etanol na gasolina. Precisamos resolver isso para termos um carro competitivo amanhã, onde vamos largar na frente”, disse Wagner Ebrahim. “Hoje mal corri, porque com o problema no Audi, foi muito difícil até chegar ao fim da prova. Estou já pensando na prova de amanhã e que, se tivermos um equipamento competitivo, vamos nos esforçar para fazer uma bela corrida e tentar voltar a vencer na categoria”, concluiu Fábio Ebrahim.

– Grid da 2.ª corrida –

1.º) Fábio Ebrahim/Wagner Ebrahim (R8 LMS, PR), 53s798; 2.º) Marcelo Hahn/Allan Khodair (Lamborghini LP600, SP), 53s967; 3.º) Chico Longo/Daniel Serra (Ferrari F458, SP), 55s032; 4º) Guilherme Figueroa/Júlio Campos (Lamborghini LP600 Plus, PR/RS), 56s437; 5º) Vinícius Roso/Felipe Roso (Ferrari F430, SP), 56s891; e 6º) Cristiano Almeida/Pierre Ventura (Lamborghini LP520, SP), 1m22s630. A largada acontece às 12h30, com transmissão pela Band TV, SporTV 2 e Portal GT.

 


0 Commentarios



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta


(obrigatório)