Ases do Volante

Num Ford 1952, a Ponta Grossa

0
Postado 23 de novembro de 2012 por bisponeto em Colunas
Somente quem vive a experiência de, nos dias atuais, viajar num automóvel antigo, pode aquilatar o que acontece, numa ocasião dessas, em termos de facilidade de relacionamento com pessoas até então desconhecidas, estabelecimento de novas amizades, relato de experiências semelhantes, de “causos” antigos envolvendo carros e por aí a fora.

Apesar de tudo, o automóvel continua exercendo grande atração sobre as pessoas de modo geral e, se for um modelo antigo então, nem se fala. Quando se trafega a bordo de um deles é que se vê isso. Onde quer que se pare, todo mundo quer saber de onde vem, para onde vai, que carro é, qual o motor, a marca, quanto custa, que ano e mais isso e mais aquilo. E logo em seguida começam as histórias de que: “meu pai tinha um desses; minha vó, quando casou, foi levada à igreja num desses” e etecetera e tal. Realmente, um automóvel antigo exerce fascínio, sendo motivo de aproximação e de amizade entre as pessoas.

Agora, viajar num automóvel marca Ford, modelo sedan, fabricado em 1952 e ainda possuindo a pintura cor bege original de fábrica, é para lá de interessante principalmente por quem é aficionado do antigomobilismo. Foi isso que aconteceu no dia 22 de setembro deste ano quando este colunista e o antigomobilista Luir Dal´Lago viajaram nesse veículo a cidade de Ponta Grossa (PR), distante pouco mais de 100 quilômetros de Curitiba, a fim de participar de exposição de veículos antigos que estava sendo realizada nas instalações da antiga estação ferroviária, no bairro Uvaranas.

Na estrada, na cidade, em qualquer lugar, o carro, bem conservado, foi atração com seu motor V8, peças cromadas, trambulador de câmbio na coluna de direção, câmbio de três marchas, painel original com rádio, relógio, estofamento aconchegante e confortável, calotas originais e tudo o mais. Foi adquirido pelo seu atual proprietário em 2000, sendo que pertencia ao filho do primeiro proprietário e estava guardado numa chácara no município paranaense de Mandirituba.

Durante a citada viagem o Ford 1952 integrou caravana de veículos de antigomobilistas curitibanos composta por automóveis Chevrolet Opala em sua maioria. Ao longo da rodovia BR-277 foram operadas fotografias com os veículos em movimento, nas quais o Ford aparece imponente e que mostramos nesta matéria.


0 Commentarios



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta


(obrigatório)