Régis Boessio devolve pole ao Rio Grande do Sul depois de mais de 12 anos

0
Postado 13 de outubro de 2012 por bisponeto em Automobilismo
Aplausos, sinais de reverência e abraços efusivos marcaram na tarde deste sábado (13/10) a conquista da primeira pole-position por Régis Boessio na Fórmula Truck. O piloto gaúcho liderou as duas fases do treino classificatório e vai alinhar o Mercedes-Benz da ABF Desenvolvimento Team em primeiro lugar no grid de largada do GP Crystal. A corrida deste domingo (14/10) será disputada no Autódromo Internacional Nelson Luiz Barro, em Guaporé (RS).

A pole de Boessio é a primeira de um gaúcho em mais de 12 anos. O último representante do Rio Grande do Sul a comandar um grid foi Jorge Fleck, na quarta etapa da temporada da temporada de 2000, em Curitiba. “Muito bom, muito bom. Sabia que podia conseguir, arrisquei tudo. Conseguir uma pole em casa é fantástico. Foi tudo perfeito”, comemorou o piloto, que veio às lágrimas durante a volta de retorno aos boxes, depois da conquista da pole.

Tendo como melhor resultado na categoria o segundo lugar na etapa final de 2011, em Brasília, Boessio mostra otimismo. “Eu já mostrei que tenho caminhão para ganhar, estive entre os quatro primeiros em todos os treinos. É uma pressão grande, eu mesmo me coloco essa pressão, mas vai dar tudo certo”, apostou, dedicando o resultado a Luiz Boessio, seu pai. “Foi ele quem me colocou aqui, e ele sempre acreditou em mim”, disse, emocionado.

Quando Boessio conquistou a pole cronometrando sua volta no Top Qualifying em 1min25s148, com 0ss45 de vantagem sobre Felipe Giaffone, o segundo, o panorama traduzia o equilíbrio técnico verificado na categoria: os quatro mais rápidos até então estavam separados por apenas seis centésimos de segundo. Giaffone tinha 0s002 de vantagem sobre Beto Monteiro, 0s017 à frente de Leandro Totti e 0s060 de margem para Wellington Cirino.

Giaffone, que venceu a etapa do mês passado na Argentina e havia liderado os dois treinos livres de sexta-feira (12) em Guaporé, festejou a vaga na primeira fila do grid. “Essa foi a classificação mais dura dos últimos anos na Truck. Os caminhões estão muito próximos, com diferenças mínimas, a gente tem, sim, chance de brigar pela vitória”, falou o piloto do MAN-Volkswagen da RM Competições, terceiro na tabela do campeonato com 99 pontos.

Os dois primeiros colocados na pontuação do campeonato vão dividir a segunda fila do grid. Monteiro, pernambucano que defende a Scuderia Iveco, sai em terceiro. “Foi uma volta boa. Tirei o que dava para tirar do caminhão. Os primeiros estavam muito próximos, e o Boessio veio por fora e levou”, falou o piloto, que soma 105 pontos. “Estou contente, o caminhão em classificações é satisfatório. Agora é torcer para não aparecerem problemas na corrida”.

Totti, líder com 129 pontos, sai em quarto assumindo uma estratégia conservadora. “Não vou arriscar nada. O caminhão está rápido, confiável, mas eu vou comboiar os primeiros. Minha meta continua sendo sempre ficar entre os cinco primeiros”, afirmou o paranaense da ABF Racing Team, piloto de um Mercedes-Benz. “Se no fim eu sentir que tenho caminhão para tentar ganhar sem arriscar os pontos, vou para cima. Senão, vou ser bem conservador”.

O GP Crystal, oitava e antepenúltima etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck, terá transmissão ao vivo em HD pela Rede Bandeirantes, a partir das 13 horas deste domingo. A narração é de Téo José, com comentário de Eduardo Homem de Mello e reportagem de Luiz Silvério. O grid definido na tarde deste sábado em Guaporé, ainda sujeito à homologação dos comissários técnicos e desportivos da etapa, é o seguinte:

Top Qualifying:
1.º) Régis Boessio (RS/Mercedes-Benz), ABF Desenvolvimento Team, 1min25s148;
2.º) Felipe Giaffone (SP/MAN-Volkswagen), RM Competições, 1min25s393;
3.º) Beto Monteiro (PE/Iveco), Scuderia Iveco, 1min25s395;
4.º) Leandro Totti (PR/Mercedes-Benz), ABF Racing Team, 1min25s410;
5.º) Wellington Cirino (PR/Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, 1min25s453;
6.º) Danilo Dirani (SP/Ford), 72 Sports, 1min25s976;
7.º) Roberval Andrade (SP/Scania), Ticket Car Corinthians Motorsport, 1min26s089;
8.º) Geraldo Piquet (DF/Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, 1min26s228.

Treino classificatório:
9.º) André Marques (SP/MAN-Volkswagen), RM Competições, 1min26s778;
10.º) Valmir Benavides (SP/Iveco), Scuderia Iveco, 1min26s907;
11.º) Renato Martins (SP/MAN-Volkswagen), RM Competições, 1min26s971;
12.º) Paulo Salustiano (SP/Volvo), ABF/Volvo, 1min27s070;
13.º) Djalma Fogaça (SP/Ford), 72 Sports, 1min27s084;
14.º) Adalberto Jardim (SP/MAN-Volkswagen), AJ5 Competições, 1min27s084;
15.º) Luiz Lopes (SP/Mercedes-Benz), ABF Racing Team, 1min27s088;
16.º) João Marcos Maistro (PR/Volvo), Clay Truck Racing, 1min27s688;
17.º) Pedro Gomes (SP/Ford), 72 Sports, 1min27s833;
18.º) Luiz Pucci (ARG/Volvo), ABF/Volvo, 1min27s893;
19.º) Débora Rodrigues (SP/MAN-Volkswagen), RM Competições, 1min28s453;
20.º) Pedro Muffato (PR/Scania), Muffatão, desclassificado/radar;
21.º) João Ometto Neto (SP/Iveco), Marinelli Competições, sem tempo.
Média do 1º: 130,220 km/h.

Fotos: Orlei Silva.


0 Commentarios



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta


(obrigatório)