F-1: Vettel vence GP da Índia e aumenta vantagem para Alonso

0
Postado 28 de outubro de 2012 por bisponeto em Automobilismo
Um fim de semana “mágico” viveu o piloto alemão Sebastian Vettel. Com domínio incontestável durante todo o final de semana, Sebastian Vettel venceu neste domingo (28 de outubro), o GP da Índia de Fórmula-1. Ele largou em primeiro (na “pole position”), e venceu a prova de ponta-a-ponta sem ser ameaçado.

Conquistou pontos importantes, aumentando a vantagem em relação a Fernando Alonso na liderança do mundial de pilotos. Felipe Massa foi o melhor brasileiro, terminando na sexta colocação, mesma posição em que largou. Com o resultado, Sebastian Vettel chega aos 240 pontos no campeonato, abrindo 13 para Fernando Alonso, que fez grande prova, largando no quinto lugar para assumir a segunda posição. A terceira colocação do GP ficou com a Mark Webber, quarto lugar no campeonato.

Felipe Massa fez uma boa prova na Índia, segurando a sexta colocação na largada e se mantendo à frente de Kimi Raikkonen, que o ameaçou constantemente. Bruno Senna também deixa a Índia satisfeito: ficou à frente de Pastor Maldonado e galgou posições com estilo agressivo para chegar à zona de pontuação, terminando na 10ª colocação.

A prova

O “pole position” Sebastian Vettel largou bem e manteve a liderança, assim como o companheiro de Red Bull, Mark Webber. Em dez voltas, Vettel abriu três segundos de vantagem sobre Webber, e 7s4 sobre Alonso.  Logo atrás, Lewis Hamilton foi ultrapassado pelo parceiro de McLaren, Jason Button, e teve emocionante disputa com Fernando Alonso, enquanto Felipe Massa dava segurança ao manter a sexta posição. Alonso passou as duas McLaren de uma só vez, mas levou o troco na curva seguinte.

Na seqüência, conseguiu ficar à frente de Hamilton, passando a atacar Button. Alonso chegou ao terceiro lugar ainda na quarta volta, passando a incomodar as Red Bulls. O único incidente do início de disputa do GP da Índia foi registrado no carro de Michael Schumacher, que furou o pneu traseiro direito e precisou ir aos boxes. Com o desempenho decrescente de Mark Webber no decorrer da corrida, Fernando Alonso passou a pressionar pela segunda colocação a partir da 33ª volta, com possibilidades de usar a asa móvel. A melhor disputa (“briga”), no entanto, foi resolvida na 48ª volta. Fernando Alonso conseguiu a ultrapassagem sobre Webber, se firmando no segundo lugar.

Depois de acirrada disputa com Kimi Räikkönen, Felipe Massa cruzou a linha de chegada em 6º lugar. A dez voltas do final, Bruno Senna fez mais uma bela manobra. Por fora na curva 4, finalmente conseguiu superar Rosberg e entrou na zona de pontuação.

 

Administrando uma vantagem de cerca de dez segundos para Alonso, Vettel seguiu na “ponta”, rumando para a vitória. Mas não sem antes levar um pequeno susto. A seis volta do final, o assoalho de sua RBR começou a arrastar no chão e sair faísca. De olho na oportunidade da vitória com o possível problema de Vettel, Alonso forçou o ritmo, mas acabou cometendo alguns erros e voltou a ficar distante. Mas Vettel manteve a tranqüilidade e cruzou a linha de chegada em primeiro lugar conquistando a quarta vitória consecutiva no Campeonato, a150ª de um motor Renault.

Restando três etapas para o final da temporada, (a próxima delas será no próximo domingo, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos), não há possibilidades matemáticas de definição de título nessa etapa. Na seqüência, em 11 de novembro, será disputado o GP dos Estados Unidos, em Austin. A temporada será encerrada no GP do Brasil, em São Paulo, em 23 de novembro.

Resultado final do GP da Índia (60 voltas):

1.º) Sebastian Vettel (ALE/Red Bull Renault): 1h31min10s744, 60 voltas;
2.º) Fernando Alonso (ESP/Ferrari), a 9s437;
3.º) Mark Webber (AUS/Red Bull Renault), a 13s217;
4.º) Lewis Hamilton (GBR/McLaren Mercedes), a13s909;
5.º) Jenson Button (GBR/McLaren Mercedes), a 26s266;
6.º) Felipe Massa (BRA/Ferrari), a 44s600;
7.º) Kimi Räikkönen (FIN/Lotus Renault), a 45s200;
8.º) Nico Hulkenberg (ALE/Force India Mercedes), a 54s900;
9.º) Romain Grosjean (FRA/Lotus Renault), a 56s100;
10.º) Bruno Senna (BRA/Williams Renault), a 1min14s900;
11.º) Nico Rosberg (ALE/Mercedes), a 1min21s600;
12.º) Paul di Resta (GBR/Force India Mercedes), a 1min22s800;
13.º) Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso Ferrari), a 1min26s000;
14.º) Kamui Kobayashi (JAP/Sauber Ferrari), a 1min26s400;
15.º) Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso Ferrari), a1 volta;
16.º) Pastor Maldonado (VEN/Williams Renault), a 1 volta;
17.º) Vitaly Petrov (RUS/Caterham Renault), a 1 volta;
18.º) Heikki Kovalainen (FIN/Caterham Renault), a 1 volta;
19.º) Charles Pic (FRA/Marussia Cosworth), a 1 volta;
20.º) Timo Glock (ALE/Marussia Cosworth), a 2 voltas;
21.º) Narain Karthikeyan (IND/HRT Cosworth), a 2 voltas;
22.º) Michael Schumacher (ALE/Mercedes), a 5 voltas.

Melhor volta:

Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes), 1m28s203.


0 Commentarios



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta


(obrigatório)