CartaCapital homenageia Belini

0
Postado 4 de outubro de 2012 por bisponeto em Automóveis
Cledorvino Belini, presidente da Fiat Automóveis, foi mais uma vez eleito um dos líderes mais admirados do Brasil. Ele recebeu o prêmio das mãos do economista Luis Gonzaga Belluzzo, consultor editorial da Carta Capital. Esta foi a  15ª edição do prêmio “As Empresas Mais Admiradas no Brasil”, promovida por, que também homenageia empresários e executivos com o prêmio “Líderes Mais Admirados no Brasil”.

A  cerimônia de premiação reuniu centenas de empresários e líderes políticos em São Paulo, contando com a presença da presidente Dilma Rousseff. O diretor de Redação de CartaCapital, Mino Carta, abriu a cerimônia da premiação das Empresas Mais Admiradas no Brasil de 2012 lembrando que o evento representava uma dupla comemoração. A premiação serve também para comemorar os 18 anos de CartaCapital, uma revista cuja missão é se “engajar no livre debate das ideias”. Mino Carta ressaltou o espírito democrático de CartaCapital.

“Nossas ideias não estão aí para serem impostas”, afirmou Mino Carta. “Nossa única intenção é fazer com que o leitor se abasteça de informações e forme sua própria opinião”, disse. Em seu discurso, a presidente Dilma Rousseff disse estranhar a discussão segundo a qual o governo federal tem priorizado o consumo em detrimento do desenvolvimento do País. Durante a sua fala, a presidenta disse que o Brasil é respeitado internacionalmente não apenas por ter uma população pacífica, mas porque, na contramão da tendência econômica mundial, retirou da miséria uma população do tamanho da Argentina e a incluiu no mercado de consumo.

“Temos 194 milhões de habitantes e não seremos um País com uma distribuição de renda que não transforma em cidadãos consumidores a sua população”, disse. E completou: “Uma grande questão por trás de nosso esforço é transformar nosso País num pais de classe média. O grande sonho deste País é ter uma classe média forte, desenvolvida, poderosa e com bons empregos e acesso a moradia, educação e sociedade.” Diante da platéia, a presidenta conclamou o empresariado a se adaptar a essa transformação da sociedade brasileira e previu: “essa classe média ficará cada vez mais exigente no que se refere à qualidade dos serviços. A defesa do consumidor é um dos elementos políticos dos mais importantes. E é importante que tenhamos consciência de que os serviços entregues ao consumidor, do governo ou da iniciativa privada, sejam de qualidade”.

 


0 Commentarios



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta


(obrigatório)