Átila Abreu vence a primeira prova do ano na Stock Car

0
Postado 21 de outubro de 2012 por bisponeto em Automobilismo
Átila Abreu ganhou, de ponta a ponta, a décima etapa da Copa Caixa Stock Car. Na manhã deste domingo (21/10), no Autódromo de Curitiba, ele teve tranquilidade para depois de largar na pole position, se manter na frente durante as 29 voltas – conquistar a quarta vitória da carreira – e cruzar a linha de chegada com mais de dois segundos de vantagem para Allam Khodair.

Com o quinto lugar, Cacá Bueno ampliou a vantagem na liderança do campeonato, pois contou com o abandono de Ricardo Maurício, que era o vice-líder. Agora, sua vantagem é de 12 pontos (147 a 135) em relação a Daniel Serra, seu companheiro na Red Bull Racing. Átila assumiu o terceiro posto com 134 e Maurício é o quarto com 129. Faltam duas provas para o encerramento da temporada: dia 11 de novembro em Brasília e dia 9 de dezembro em Interlagos, na Corrida do Milhão Goodyear, que terá pontuação em dobro.

“Fiquei preocupado e achei que não daria para segurar o Allam Khodair, que surpreendeu depois de largar lá atrás e veio muito forte para cima. No entanto, deu para administrar e ainda consegui abrir um pouco. Foi um jogo de xadrez. Sabia que o ritmo seria bem equilibrado, pois choveu e não deu para treinar direito. Esta vitória veio numa boa hora”, disse Átila.

Oitavo colocado no campeonato, e com chances de lutar pelo título, Allam Khodair ressaltou sua constância entre os primeiros colocados e comemorou o bom segundo lugar.
“Sabia que precisava ir para frente. Chegar em sétimo ou oitavo não faria diferença e fiz uma largada muito agressiva. Na briga com o Átila perdi o gás para ultrapassá-lo. Quero destacar a presença do Rubinho, que é um marco muito grande, pois é uma pessoa ímpar no automobilismo mundial”, completou Khodair, que fez a melhor volta da prova em 1min21s891, média de 162,44 km/h.

Para Daniel Serra, o terceiro lugar foi importante por levá-lo de volta à vice-liderança da Copa Caixa Stock Car e manter as chances matemáticas de brigar por seu primeiro título na categoria. “Não deu para segurar o Allam, pois na relargada meus pneus estavam frios e ele relargou me passando. Cheguei mais uma vez no pódio e o importante é chegar na última etapa com uma diferença menor do que dez pontos para brigar pelo título”, finalizou o filho do tricampeão Chico Serra.

Rubens Barrichello, o piloto com maior número de corridas na história da Fórmula 1 (326 GPs), teve uma estreia um pouco conturbada e terminou em 22º lugar. Além do toque que recebeu na largada, que entortou a direção, e do pneu furado, ele enfrentou outra dificuldade, mas tudo foi encarado como parte do natural aprendizado e adaptação à principal categoria do automobilismo nacional. “Estava bem na largada, mas recebi uma pancada na traseira , toques de lado, mas o pior mesmo foi ter ficado sem o rádio. Para quem estreia é muito difícil, mas tive a sorte de prestar atenção em todos os detalhes do regulamento e sabia de algumas coisas. Quando furou o pneu e fui para o box, a equipe deve ter visto na tevê, pois já estava preparada. Foi muito prazeroso voltar a correr aqui no Brasil, especialmente na Stock Car”, disse Rubinho, que também fará as provas de Brasília e a Corrida do Milhão Goodyear em Interlagos.
A largada foi um pouco confusa, com acidente que tirou Thiago Camilo da corrida e deixou Ricardo Maurício com problemas que logo em seguida o levaram a também deixar a prova. Khodair, que saiu em 12º. Lugar atacou forte os adversários e na quarta volta já estava em terceiro lugar. Na relargada, após a entrada do Safety Car provocada por um problema no carro de Lico Kaesemodel, Allam ultrapassou Serrinha e ainda tentou incomodar Átila, que soube se manter na liderança até o final. Enquanto isso, Cacá Bueno reclamava para a equipe problemas no carro, mas com a experiência de um tetracampeão, ele soube manter seu Chevrolet Sonic na pista e conquistar importante quinto lugar que ampliou sua vantagem na frente.

Resultado da décima etapa da Copa Caixa Stock Car:
1.º) Átila Abreu (Mobil Super Pioneer Racing), 41min28s509, média de 155,02 km/h;
2.º) Allam Khodair (Vogel Motorsport), a 2s663;
3.º) Daniel Serra (Red Bull Racing), a 4s006;
4.º) Valdeno Brito (Shell Racing), a 5s988;
5.º) Cacá Bueno (Red Bull Racing), a 10s828;
6.º) Nonô Figueiredo (Mobil Super Pioneer Racing), a 11s980;
7.º) Antonio Pizzonia (Comprafacil/Nascar), a 15s821;
8.º) Julio Campos (Carlos Alves Competições), a 16s644;
9.º) Vitor Meira (Officer ProGP), a 17s267;
10.º) Galid Osman (BMC Racing), a 23s222;
11.º) Giuliano Losacco (Shell Racing), a 23s622;
12.º) Ricardo Sperafico (Prati-Donaduzzi Racing), a 25s530;
13.º) Max Wilson (Eurofarma RC), a 25s847;
14.º) Denis Navarro (Vogel Motorsport), a 27s230;
15.º) Diego Nunes (Hot Car Competições), a 27s411;
16.º) Luciano Burti (Itaipava Racing Team), a 28s458;
17.º) David Muffato (Itaipava Racing Team), a 29s724;
18.º) Eduardo Leite (Hot Car Competições), a 34s941;
19.º) Xandinho Negrão (Medley Fulltime), a 37s923;
20.º) Tuka Rocha (BMC Racing), a 38s655;
21.º) Claudio Capparelli (Bassani Racing), a 44s816;
22.º) Rubens Barrichello (Medley-Full Time), a 1 volta;
23.º) Rodrigo Sperafico (Prati-Donaduzzi Racing), a 3 voltas;
24.º) Patrick Gonçalves (Carlos Alves Competições), a 7 voltas;
25.º) Pedro Boesel (Comprafacil Nascar JF), a 9 voltas.

Os dez primeiros no campeonato de pilotos:
1.º) Cacá Bueno, 147 pontos; 2.º) Daniel Serra, 135; 3.º) Átila Abreu, 134; 4.º) Ricardo Maurício, 129; 5.º) Valdeno Brito, 126; 6.º) Max Wilson, 116; 7.º) Thiago Camilo, 113; 8.º) Allam Khodair, 112; 9.º) Nonô Figueiredo, 112; 10.º) Julio Campos, 100. Mais informações no site: www.stockcar.com.br. Fotos: Duda Bairros/Fernanda Freixosa/Vicar.


0 Commentarios



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta


(obrigatório)