Uruguaio ultrapassa argentino na última volta para vencer na categoria GP600

0
Postado 23 de setembro de 2012 por bisponeto em Automobilismo
Em uma disputa que traduziu o processo de internacionalização vivido pelo Moto 1000 GP, Maximiliano Gerardo conquistou na manhã deste domingo (23/9) a vitória na terceira etapa da categoria GP 600. O uruguaio de 17 anos consolidou na abertura da última volta da corrida no Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul a ultrapassagem que lhe valeu definitivamente o primeiro lugar na movimentada etapa gaúcha.

O pódio em Santa Cruz do Sul teve pilotos de três países, cada um utilizando uma marca de motocicleta. Gerardo venceu pilotando a Kawasaki da equipe Casa dos Motoqueiros. O argentino Sérgio Fasci terminou em segundo com a Yamaha da MG Bike. O terceiro foi o brasileiro Rafael Bertagnolli, que ampliou para 16 pontos sua vantagem na liderança do campeonato – ele atua no Moto 1000 GP com a Honda da Bertagnolli Racing.

Pole-position, Gerardo foi superado por Fasci poucos metros depois da largada. Manteve-se sempre próximo do argentino, completando maioria das 15 voltas da corrida a menos de dois décimos de segundo do adversário. Nas primeiras voltas, Bertagnolli manteve-se também próximo dos estrangeiros, mas optou por não assumir os riscos do ritmo forte e administrou seu terceiro lugar até a última das 15 voltas corrida.

Gerardo admite que a perda da liderança na largada o fez seguir uma estratégia. “Tentei passar já nas primeiras voltas, mas o Sergio esteve rápido todo o tempo. Aí mudei a estratégia, controlei minha diferença para ele e tentei economizar os pneus e a moto. Fui com tudo para cima na última volta e deu certo”, comemorou, frisando sua aprovação ao Moto 1000 GP. “Muitos pilotos de outros países vão vir correr aqui logo, logo”, previu.

Fasci, apesar de ter dominado praticamente a corrida toda, aplaudiu o resultado do adversário uruguaio. “Gerardo estava muito forte, e eu acho até que a minha moto tem um pouquinho menos de motor que a dele. Mas eu não estou decepcionado. Corridas são assim mesmo”, afirmou. Seu companheiro de equipe, o também argentino Adrian Silveira, desistiu de participar da corrida por conta de problemas no câmbio. “Seria perigoso”, justificou.

Para Bertagnolli, gaúcho da cidade de Santa Maria, o ritmo das voltas iniciais foi satisfatório. “Fico gratificado pro ter acompanhado o ritmo dos dois nas primeiras voltas, eu considero isso um feito meu. Essa foi apenas a minha sétima corrida como piloto de motos”, lembrou. “Depois, usei a cabeça e pensei no campeonato. Os dois foram embora e eu fiquei tranquilo, ali em terceiro. Foi um resultado importante para o campeonato”, definiu.

O Moto 1000 GP conta, na temporada de 2012, com patrocínio de Petrobras, Lubrax, BMW Motorrad e Michelin, além dos apoios de Beta, Shoei, Bell, Servitec, Calfin, Tutto Moto e Öhlins. A quarta etapa está marcada para o dia 21 de outubro no Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Brasília. Depois de 15 voltas, o resultado final da terceira etapa da categoria GP 600 em Santa Cruz do Sul:

1.º) Maximiliano Gerardo (MG/Kawasaki), Casa dos Motoqueiros, 22min18s170;
2.º) Sérgio Fasci (ARG/Yamaha), MG Bikes, a 0s770;
3.º) Rafael Bertagnolli (RS/Honda), Bertagnolli Racing, a 29s748;
4.º) André Veríssimo (SP/Kawasaki), Motrix Scigliano Racing, a 57s151;
5.º) Gustavo Ceccarelli (SP/Triumph), Errera Racing Sport, a 1min01s695;
6.º) Gilvan Costa (BA/Honda), KF Corval Racing Team, a 1 volta;
7.º) Luís Rodrigo Souza (PE/Honda), FK Corval Racing Team, a 1 volta;
8.º) Fernando Lira Júnior (PE/Honda), KF Corval Racing Team, a 2 voltas;
9.º) Babi Paz (RJ/Kawasaki), Babi & Shad Racing, a 2 voltas.
Melhor volta: Gerardo, 1min28s238, média de 144,019 km/h.

CLASSIFICAÇÃO

Após três etapas, a classificação da GP 600 é: 1.º) Rafael Bertagnolli (RS), 73 pontos; 2.º) André Veríssimo (SP), 48; 3.º) Gustavo Ceccarelli (SP), 38; 5.º) Cadu Colocci (RJ), 36; 6.º) Gilvan Costa (BA), 22; 7.º) Fernando Lira (PE), 19; 8.º) Felipe Caporalli (ES) e Fábio Teixeira Neto (MG), 18; 10.º) Cayto Trivellato (SP), 16; 11.º) Edson Fibla (SP) e Babi Paz (RJ), 12; 13.º) Rodrigo Souza (PE), 11; 14.º) Edson Barbosa (SP) e Fabrício Castro (SP), 9.

Fotos: Gilmar Rose e Calan Sanderson


0 Commentarios



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta


(obrigatório)