Totti emplaca terceira vitória consecutiva e assume a liderança da Fórmula Truck

0
Postado 5 de agosto de 2012 por bisponeto em Automobilismo
O Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck tem novo líder. Leandro Totti conquistou neste domingo (5) sua terceira vitória consecutiva e assumiu a primeira posição na tabela de pontos. O paranaense da ABF Racing Team saiu favorecido pelo resultado da sexta etapa, disputada no Autódromo de Cascavel Zilmar Beux, onde o até então líder Beto Monteiro, piloto da Scuderia Iveco, largou da pole-position e abandonou a disputa ainda no início.
            Totti, que abriu a temporada de 2012 contabilizando quatro vitórias na carreira, chega a sete – neste ano, ele venceu também as etapas de Goiânia, em junho, e de Interlagos, no mês passado. “Estou muito feliz, feliz demais. É a terceira seguida, e agora tenho chance de ser campeão. Eu disse no início do ano que não fazia questão de vencer corridas, mas queria o título. As vitórias já estão acontecendo, o título também pode vir”, declarou.
            A Mercedes-Benz levou três pilotos ao pódio. Além de Totti, a marca conquistou o terceiro lugar na corrida com o gaúcho Régis Boessio, piloto da ABF Desenvolvimento Team, e o quarto, com o brasiliense Geraldo Piquet, da ABF/Mercedes-Benz. A RM Competições, equipe que utiliza caminhões MAN-Volkswagen, comemorou o segundo lugar, com Felipe Giaffone, e celebrou a volta de Débora Rodrigues ao pódio, em quinto.
            Giaffone comemorou o resultado. “Andei muito bem na sexta-feira, só que não fiz a classificação que queria. Posso dizer que esse segundo lugar foi uma colocação muito boa”, resumiu. Débora exultou o caráter festivo do evento que marcou a volta da Truck a Cascavel após cinco anos. “Quero agradecer demais ao público, que me apoiou tanto durante a prova, e dizer que estou feliz demais. Cascavel está de parabéns por essa etapa maravilhosa”, disse.
            Boessio dedicou seu segundo pódio consecutivo à equipe. “Todos na equipe trabalharam muito. Foi uma corrida de altos e baixos para mim, o fim de semana inteiro foi assim”, afirmou gaúcho, que havia sido quarto colocado em São Paulo. Piquet lembrou as dificuldades impostas pela etapa cascavelense. “Foi uma corrida difícil, com muitos abandonos. Eu também passei por alguns problemas na classificação. Estar no pódio me deixou satisfeito”, arrematou.

A CORRIDA
           Diferente de anos anteriores, a largada do GP Crystal, a partir da curva 1, hoje curva da Vitória, fez com que os 23 pilotos da Truck se aglomerassem na curva do Bacião no Autódromo de Cascavel Zilmar Beux, sem ocorrência de incidentes. Beto Monteiro, pole-position, caiu para o terceiro lugar e abandonou a prova em seguida. Logo na segunda volta, foi Pedro Muffato, representante de Cascavel, quem abandonou, com problemas mecânicos.
           Enquanto Wellington Cirino seguia na liderança, Renato Martins tinha de cumprir um drive-thru como punição por excesso de velocidade no ponto da pista onde um radar limita o ritmo a 160 km/h. Roberval Andrade reassumiu a segunda colocação na quarta volta. Leandro Totti, em terceiro, aproximava-se dos líderes. A ultrapassagem sobre Andrade na sexta volta, valendo o segundo lugar, deu-se pela linha externa do Bacião.
          Andrade esboçou reação na sétima volta, mas a perda de rendimento do Scania do Corinthians o fez perder contato com a disputa pela liderança da corrida – ele abandonou na décima volta, com o caminhão envolto em fumaça. Ao mesmo tempo, Adalberto Jardim, então em 11º, parava com seu caminhão em chamas – o próprio piloto da RM Competições tentou extinguir o fogo com um extintor de incêndio, até a chegada da equipe de resgate.
          A intervenção do Pace Truck na corrida reagrupou o pelotão. Cirino viu sua vantagem de 5s1 sobre Totti ser anulada, mas reagiu bem na relargada e manteve-se à frente até ser superado por Totti na 11ª volta na frenagem para a antiga curva Um, agora Curva da Vitória. O piloto da ABF Racing Team abriu vantagem gradativamente até a 18ª volta, quando Cirino parou nos boxes com problemas em seu caminhão e abandonou a corrida.
         O fogo voltou à cena na 24ª volta da prova, desta vez no caminhão de João Marcos Maistro, que ocupava a décima posição. Duas voltas depois, foi Paulo Salustiano quem abandonou, depois de uma batida no muro que motivou a volta do Pace Truck à pista. Dada a nova relargada, Régis Boessio assumiu o segundo lugar ultrapassando Felipe Giaffone, que retomou sua posição após duas voltas para mantê-la até a bandeirada final.
         A três voltas do fim, Valmir Benavides defendia a quinta posição e seu lugar no pódio quando saiu da pista. Débora Rodrigues superou Fred Marinelli a poucos minutos do fim e assegurou sua volta ao pódio da Truck, em quinto lugar. Totti venceu com mais de quatro segundos de vantagem sobre Giaffone, com Boessio em terceiro e Piquet em quarto. A próxima etapa, no dia 9 de setembro, será na pista argentina de Cordoba.
         Depois de 33 voltas, o resultado final do Grande Prêmio Crystal, em Cascavel, foi o seguinte:

1º) Leandro Totti (PR/Mercedes-Benz), ABF Racing Team, 1h00min12s894
2º) Felipe Giaffone (SP/MAN-Volkswagen), RM Competições, a 4s352
3º) Régis Boessio (RS/Mercedes-Benz), ABF Desenvolvimento Team, a 11s143
4º) Geraldo Piquet (DF/Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, a 17s283
5º) Débora Rodrigues (SP/MAN-Volkswagen), RM Competições, a 26s345
6º) Fred Marinelli (SP/Iveco), Marinelli Competições, a 1 volta
7º) Luiz Pucci (ARG/Volvo), ABF/Volvo, a 1 volta
8º) José Maria Reis (GO/Scania), Original Reis, a 1 volta
9º) Valmir Benavides (SP/Iveco), Scuderia Iveco, a 3 voltas
10º) Diumar Bueno (PR/Volvo), DB Motorsport, a 8 voltas
11º) Danilo Dirani (SP/Ford), 72 Sports, a 8 voltas
12º) Paulo Salustiano (SP/Volvo), ABF/Volvo, a 9 voltas
NÃO COMPLETARAM
João Marcos Maistro (PR/Volvo), Clay Truck Racing, a 11 voltas
Leandro Reis (GO/Scania), Original Reis, a 14 voltas
Wellington Cirino (PR/Mercedes-Benz), ABF/Mercedes-Benz, a 16 voltas
Luiz Lopes (SP/Mercedes-Benz), ABF Racing Team, a 20 voltas
Pedro Gomes (SP/Ford), 72 Sports, a 23 voltas
Roberval Andrade (SP/Scania), Ticket Car Corinthians Motorsport, a 24 voltas
André Marques (SP/MAN-Volkswagen), RM Competições, a 24 voltas
Adalberto Jardim (SP/MAN-Volkswagen), AJ5 Competições, a 24 voltas
Beto Monteiro (PE/Iveco), Scuderia Iveco, a 30 voltas
Pedro Muffato (PR/Scania), Muffatão, a 32 voltas

DESCLASSIFICADO
Renato Martins (SP/MAN-Volkswagen)

Melhor volta: Cirino, na 4ª, 1min18s447, média de 140,334 km/h

CLASSIFICAÇÃO
Após seis etapas, a classificação do Campeonato Brasileiro de F-Truck é a seguinte: 1º) Totti, 107 pontos; 2º) Monteiro, 95; 3º) Marques, 71; 4º) Giaffone, 68; 5º) Cirino, 66; 6º) Andrade, 61; 7º) Salustiano, 50; 8º) Jardim e Marinelli, 39; 10º) Boessio, 37; 11º) Piquet, 36; 12º) L. Reis, 33; 13º) Rodrigues, e Benavides, 32, 15º) Maistro, 30; 16º) Martins, 23; 17º) Bueno, 21; 18º) Pucci, 17; 19º) J. Reis, 11; 20º) Dirani, 9; 21º) Fittipaldi e Muffato, 7; 23º) Gomes, 5; 24º) Lopes, 4.


0 Commentarios



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta


(obrigatório)