Rally Transcatarina 2012: melhor a cada ano

0
Postado 23 de julho de 2012 por bisponeto em Automobilismo
Foi com céu azul, Sol ameno e temperatura estável que as 155 duplas que participaram da quarta edição do Rally Transcatarina (19 a 22/7) foram recepcionadas em Balneário Camboriú, SC, após percorrerem mais de 800 quilômetros pelas trilhas catarinenses. A festa da chegada foi no Hotel Infinity Blue – Resort & Spa.

No dia 19 de julho, a competição largou de Fraiburgo, SC, e de lá passou por São Cristóvão do Sul, Lages, Otacílio Costa, Rio do Sul, Apiúna e Balneário Camboriú. Neste sábado, foram realizadas as 5ª e 6ª etapas, em 280 quilômetros de roteiro – com 170 quilômetros de trecho cronometrado. Entre o Vale do Itajaí e o litoral, 14 municípios estiveram ao longo do trajeto.

Segundo os competidores, o terceiro e último dia do Rally Transcatarina se caracterizou por trechos de estradão, com muitas curvas, poeira, cascalho, areia, descampados, subidas e descidas, além de adentrar áreas de reflorestamento e bananal com barro vermelho e bastante liso. “A parte final do Transcatarina foi show! Todos os pilotos terminaram a prova transpirando demais. Foi pura adrenalina!”, exclamou o piloto Marnes Alexandre Floriani, descrevendo que as duas últimas etapas destacaram uma beleza impressionante da região, com diversas montanhas e rios rasos com pedras.

E teve neblina; o pessoal da Super Máster passou por alguns trechos com nevoeiro… Sem falar do frio, que foi impiedoso neste ano. “Este é o meu terceiro Transcatarina, e foi melhor do que o ano passado, e pior do que o do ano que vem”, salientou Floriani, já confirmando presença em 2013.

Três dias de prova e um campeão

A disputa nas três categorias que brigaram por pódio foi extremamente acirrada. O resultado estava em aberto até a 6ª etapa e, de acordo com os competidores, a última foi a grande responsável pela decisão.

Na Super Máster, pai e filho, Oscar e Gustavo Schmidt sagraram-se tricampeões, tornando-se os maiores vencedores da história do Transcatarina. “Neste rali, aprendi uma lição com meu filho: não desistir. No primeiro dia tivemos um problema mecânico no carro, que poderia colocar em risco a nossa segurança. Pensei em abortar, discutimos sobre isso, e decidimos continuar. Vencemos a etapa seguinte, que nos motivou a buscar este título”, contou Oscar. Na segunda posição ficaram Daniel Maffi e Enedir Júnior, e em terceiro, Acyr Hideki Rodrigues da Silva e Marcos Maia Panstein.

Na Graduados, a dupla formada por Aparecido Matias Fernandes e Roberto Luiz Spessatto superaram os 42 concorrentes da categoria, e subiram ao primeiro lugar do pódio. “O importante para cumprir todas as etapas é piloto e navegador terem afinidade e um carro bem equipado, tenho torque no motor e suspensão especial, por exemplo. Hoje, parte do terreno estava molhada, com muitos laços; simplesmente sensacional!”, salientou Matias. Na segunda posição vieram Paulo Roberto de Goes e Thiago Medeiros Stapazzoli, e na terceira colocação, Arno José de Melo e Leonardo Agustinho de Melo.

Os vencedores na Júnior foram Evaldo Schulze e Claudemir Hubner. “Mantivemos a concentração, estudamos a planilha e nos dedicamos. Nosso entrosamento fez a diferença, pois confiamos plenamente um no outro e temos uma comunicação perfeita”, relatou o piloto. Essa é a terceira participação da dupla no certame, e o plano para 2013 é competir na Graduados. “Gostamos de velocidade e queremos ir ainda mais fundo”. Os ‘vice’ foram Camilo Vargas Júnior e Bianca Vicenzi, seguidos por Alessandro Rodrigo Weirich e Rafael Augusto Avelar.

E na Jeep, o grupo dos “velhos guerreiros”, Marcos Osires Nunes e Marcos Vinícius Nunes venceram todas as etapas e conquistaram o título com 100% de aproveitamento. “Como mantivemos a liderança o evento inteiro, já imaginávamos que venceríamos. Temos uma relação de amor com o jipe; meu pai aprendeu a guiar com um Jeep Willys e meu avô tem um até hoje”, comemorou Vinícius, que compete há 11 com o pai. Eles foram seguidos por Antônio Enio dos Santos Filho e Diego Fernando Sá dos Santos, e Aroldo Nery e Rogério Chini, em segundo e terceiro lugares, respectivamente.

O maior prêmio é a diversão

Jairo e Mirna Huff fazem parte da categoria mais corajosa e desafiadora do Rally Transcatarina: a Turismo Adventure (que tem um percurso exclusivo). Nela, há desafios que levam tripulantes e veículos a superarem obstáculos quase que intransponíveis: erosões (mais parecidas com crateras), facões, atoleiros que exigem a ajuda de outros companheiros de viagem para serem superados e outras situações difíceis e que testam a habilidade dos pilotos e a resistência dos veículos.

Este é o segundo ano que eles embarcam nesta aventura. “Gostamos de não ter hora, relógio ou qualquer menção ao tempo. Estamos aqui para curtir os obstáculos e a paisagem”, contou Jairo, que tem um Troller T4 e pratica o off-road há sete anos. “Com certeza estaremos aqui ano vem”, finalizou.

Já para quem é iniciante ou apenas busca um passeio em grupo com menos obstáculos naturais (sem grandes dificuldades), a Turismo Light é a pedida certa. Nela o objetivo é vivenciar algumas das situações do fora de estrada de forma tranquila, sem se preocupar com o cumprimento de médias de velocidade.

Foi a categoria ideal para Maristela Gorges Gonçalves, esposa do piloto Nicácio Gonçalves Filho, que participou com as filhas Gabriela Raíssa e Manuela Raíra. Maristela disse no começo do rali que tinha muito medo de água e que a passagem pelo Rio Correntes seria um grande desafio. “Venci o medo! Passamos por diversos rios desde o começo do Transcatarina, que é uma prova linda, cheia de paisagens maravilhosas”, contou a piloto, com as filhas concordando efusivamente. “Agora que colocaram o doce na boca da criança, não poderão mais tirar”, disse ela referindo-se à próxima edição do evento, na qual sua participação já está garantida.

Confira a classificação final do 4º Rally Transcatarina:

Categoria Super Máster:

1.º) Oscar José Schmidt/Gustavo Schmidt, 78 pontos; 2.º) Daniel Maffi/Enedir Silva Júnior, 77; 3.º) Acyr Hideki Rodrigues da Silva/Marcos Maia Panstein, 54; 4.º) Marnes Alexandre Floriani/Cristian Mueller, 51; e 5.º) Otavio Enz/Allan Enz, 43.

Categoria Graduados:

1.º) Aparecido Matias Fernandes/Roberto Luiz Spessatto, 60 pontos; 2.º) Paulo Roberto de Goes/Thiago Medeiros Stapazzoli, 58; 3.º) Arno José de Melo/Leonardo Agustinho de Melo, 49; 4.º) Vinícius Lustosa Polati/Marcos Fernando Evangelista, 39; e 5.º) Dirceu Potrich/Leandro Rodrigo Riffel, 35.

Categoria Júnior:

1.º) Evaldo Schulze/Claudemir Hubner, 59 pontos; 2.º) Camilo Vargas Júnior/Bianca Vicenzi, 53; 3.º) Alessandro Rodrigo Weirich/Rafael Augusto Avelar, 46; 4.º) Vinícius Martendal/Luciano Gomes, 42; e 5.º) Talita Muller Lindemann/Bruno Eduardo Lindemann, 36.

Categoria Jeep:

1.º) Marcos Osires Nunes/Marcos Vinícius Nunes Júnior, 87 pontos; 2.º) Antônio Enio dos Santos Filho/Diego Fernando Sá dos Santos, 68; 3.º) Aroldo Nery/Rogério Chini, 62; 4.º) Rogério Acunha/Gustavo do Amaral Plieski, 60; e 5.º) Ricardo Júnior Zagonel/Fábio Zagonel, 57.

Resultados – 5ª e 6ª etapas:

Categoria Super Máster – 5ª etapa:

1.º) Oscar José Schmidt/Gustavo Schmidt, 70 pontos perdidos; 2.º) Elemar Kirt/Henry Ritter Kirst, 70 pp; 3.º) Daniel Maffi/Enedir Silva Júnior, 87 pp; 4.º) Marnes Alexandre Floriani/Cristian Mueller, 87 pp; 5.º) Leandro Pereira Moor/Wagner Hirt Marques, 92 pp.

6ª etapa:

1.º) Marnes Alexandre Floriani/Cristian Mueller, 206 pontos perdidos; 2.º) Daniel Maffi/Enedir Silva Júnior, 226 pp; 3.º) Leandro Pereira Moor/Wagner Hirt Marques, 244 pp; 4.º) Nicacio Gonçalves Filho/Arno Adriano Murara, 267 pp; e 5.º) Oscar José Schmidt/Gustavo Schmidt, 270 pp.

Categoria Graduados – 5ª etapa:

1.º) Dirceu Potrich/Leandro Rodrigo Riffel, 96 pontos perdidos; 2.º) Arno José de Melo/Leonardo Agustinho de Melo, 101 pp; 3.º) Aparecido Matias Fernandes/Roberto Luiz Spessatto, 108 pp; 4.º) Vinicius Lustosa Polati/Marcos Fernando Evangelista, 109 pp; 5.º) Fabiano André de Sá/Márcio Ruckl Júnior, 109 pp.

6ª etapa:

1.º) Paulo Roberto de Goes/Thiago Medeiros Stapazzoli, 199 pontos perdidos
2.)º Robson Garcia/Rafael Prada, 213 pp; 3.º) Aparecido Matias Fernandes/Roberto Luiz Spessatto, 228 pp; 4.º) Everton Gratt/Wesley Sari, 252 pp; 5.º) Arno José de Melo/Leonardo Agustinho de Melo, 411 pp.

Categoria Júnior – 5ª etapa:

1.º) Luciano Stedile/Maurício Ibrahim, 119 pontos perdidos; 2.º) Vinícius Martendal/Luciano Gomes, 121 pp; 3.º) Camilo Vargas Junior/Bianca Vicenzi, 124 pp; 4.º) Emernegildo Wilbert/Julio Cesar Maba Fioriani, 126 pp; 5.º) Ricardo Ruh/Rodrigo Gulin Martins, 128 pp.

6ª etapa:

1.º) Renata Armenio/Anderson Cesar Zani, 103 pontos perdidos; 2.º) Evaldo Martin Schulze/Claudemir Hubner, 111 pp; 3.º) Dorivaldo Mueller/Bianca Mueller, 133 pp; 4.º) Aury Stroher/André Luiz Lenger, 159 pp; 5.º) Luciano Stedile/Maurício Ibrahim, 191 pp.

Categoria Jeep – 5ª etapa:

1.º) Marcos Osires Nunes/Marcos Vinícius Nunes, 102 pontos perdidos
2.º) Antonio Enio dos Santos Filho/Diego Fernando dos Santos, 166 pp; 3.º) Aroldo Nery/Rogério Chini, 211 pp; 4.º) Rodrigo Zunino/Guilherme Ricardo Lingner, 298 pp; 5.º) Jean Carlos Beninca/Rafael Olmi Floriani, 535 pp.

6ª etapa:

1.º) Marcos Osires Nunes/Marcos Vinícius Nunes, 197 pontos perdidos; 2.º) Rodrigo Zunino/Guilherme Ricardo Lingner, 298 pp; 3.º) Aroldo Nery/Rogério Chini, 357 pp; 4.º) Jean Carlos Beninca/Rafael Olmi Floriani, 936 pp; e 5.º) Rogério Acunha/Gustavo do Amaral Pilieski, 17.330 pp. (Fotos: Cadu Rolim, Doni Castilho e Márcio Machado).


0 Commentarios



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta


(obrigatório)