Nova Ranger chega com inédita versão flex

0
Postado 2 de julho de 2012 por bisponeto em Automóveis
Demorou, mas a primeira picape global da Ford, a Nova Ranger, foi apresentada à imprensa especializada na noite do último sábado, 30 de junho. Para o evento, a marca escolheu a cidade de Salta, no Nordeste da Argentina, localizada próxima à Cordilheira dos Andes. Lançamento, um pouco mais tarde do que a Ford previa, valeu pela espera. Totalmente renovada, a Ranger 2013 chega com a responsabilidade de ser equipada com dois motores Ford. O evento também marcou a primeira apresentação em público de Steven Armstrong, novo presidente da Ford Brasil.

A nova geração foi vista pela primeira vez no Salão da Austrália, em 2010, e, na América do Sul, no Salão de Buenos Aires, há um ano atrás.

A nova picape terá duas versões de cabine simples – XLS e XLT. A cabine dupla tem quatro modelos.

Embora com preços semelhantes aos dos concorrentes, a Nova Ranger se apresenta mais completa para o seleto e exigente comprador de picape de alto nível. A cabine se transformou num automóvel de luxo, com espaço, conforto e segurança, equipada com  seis “airbags”, além de GPS no painel, câmara de ré, embutida no “oval azul”, na traseira, câmbio automático de seis marchas com opção de trocas seqüenciais e “design” com visual esportivo.

AS VERSÕES

Na configuração XLS, a Ranger é equipada com direção hidráulica, ar-condicionado, travas, retrovisores e vidros elétricos (com função “um toque” para o motorista), computador de bordo, coluna da direção regulável apenas em altura, CD player com MP3 e tela colorida de 4,2 polegadas, rodas de liga leve de 16 polegadas e ABS com EBD – na versão cabine dupla movida a diesel, adiciona-se airbags frontais e faróis de neblina.

Mas na versão XLT ainda foram acrescentados itens como: ar-condicionado digital dual zone, controle de estabilidade (ESP), Bluetooth no rádio, sensor de estacionamento, piloto automático, vidros elétricos com acionamento a um toque para todos e sistema antiesmagamento, volante multifuncional, bancos com ajuste de altura e lombar, rodas de liga leve de 17 polegadas, estribos laterais e detalhes cromados.

Por fim, na versão Limited foram acrescentados ainda: “airbags” laterais e de cortina, GPS, câmera traseira, sensor de chuva, acendimento automático de faróis, bancos de couro, banco do motorista com ajuste elétrico em oito direções, santantônio esportivo, compartimento refrigerado, bagageiro no teto e retrovisores externos dobráveis eletricamente com piscas e luz de cortesia integrados.

OS MOTORES

E as opções de motorização (antes motores International, agora Ford) incluem a versão flex que utiliza o motor 2.5 Duratec de 173 cv, fabricado no México que, de saída, assume o posto de mais potente da categoria. Como comparação, o 2.4 l da Chevrolet S-10 gera 147 cv de potência. A outra novidade é o moderno Ford Diesel Duratorc, 3.2 litros, cinco cilindros e 200 cv de potência, produzido na fábrica da empresa na Argentina para o modelo mais sofisticado da linha. Outro importante diferencial fica por conta do câmbio automático de 6 marchas, opcional.

Produzida na Argentina (que abastece o mercado brasileiro), na Tailândia e na África do Sul, a Nova Ranger será comercializada em 180 países. A nova Ranger faz parte da estratégia, batizada de One Ford, de oferecer mundialmente o mesmo veículo.

Os preços sugeridos da Nova Ranger 2013 que a Ford começa em agosto a vender no País são: XLS 2.5 flex CS: R$ 61,9 mil; XLS 2.5 flex CD: R$ 67,6 mil; XLT 2.5 flex CD: R$ 75,5 mil; Limited 2.5 flex CD: R$ 87,5 mil; XLS 3.2 diesel CS: R$ 97,9 mil; XLS 3.2 diesel CD: R$ 106,9 mil; XLT 3.2 diesel CD: R$ 114,9 mil;  XLT 3.2 diesel CD automática: R$ 120,4 mil e Limited 3.2 diesel CD automática: R$ 130,9 mil.


0 Commentarios



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta


(obrigatório)