Ases do Volante

Fusca multado por motorista dirigir sentado do lado direito

0
Postado 9 de julho de 2012 por bisponeto em Colunas
Que o antigomobilismo atrai pessoas dos 8 aos 80 anos de idade, de todas as classes sociais, credo, religião e tudo o mais, isto é ponto pacífico. O fato foi mais uma vez demonstrado no recente Dia Mundial do Fusca, cuja comemoração, em Curitiba/PR, aconteceu no pátio de estacionamento de veículos do Tribunal de Contas do Paraná, bairro Centro Cívico, dia 24 de junho deste ano, reunindo centenas de proprietários de veículos da marca Volkswagen equipados com motor refrigerado a ar e uma multidão de admiradores.

E não é que lá encontramos algo singular, tanto em termos de colecionador de veículos antigos quanto ao próprio automóvel colecionado. O colecionador em foco tratava-se do médico curitibano José Anis Assad e, o automóvel, de um Volkswagen sedan 1963, fabricado na Alemanha, cor branca, motor boxer de 1.200 cilindradas e uma “baita” potência de 36 HP. À primeira vista, nada demais, apenas mais um fusca antigo exposto no evento. No entanto, um olhar mais acurado denunciava que o veículo tinha alguns detalhes diferenciados dos demais fuscas presentes, ou seja, o volante da direção estava posicionado do lado direito, com alavanca de câmbio do lado esquerdo. A cobertura da luz de placa do capô traseiro era de tamanho grande, que veio a equipar fuscas fabricados posteriormente, enquanto que o aro das rodas não era vazado.

Descobrimos então que o doutor Assad é especialista, em sua profissão, nas áreas de anestesiologia, legista, do trabalho e geriatria, ao que acrescentamos outra: antigomobilismo. Conta ele que, em 1974, um cidadão de Moçambique mudou-se ao Rio de Janeiro/RJ, trazendo com ele esse fusca. O doutor Assad soube da existência do carro e ao longo de 1 ano manteve contatos telefônicos com o proprietário, que estava interessado em vende-lo. Até que, em 1980, a transação foi concretizada. “Adquiri o carro por telefone – acrescenta o médico – sem sequer ve-lo ao vivo. Quando um motorista estava trazendo o carro rodando a  Curitiba, em determinado ponto da estrada sofreu multa por infração das leis de  trânsito ou seja, provavelmente o fiscal que aplicou a sanção achou que o veículo estava trafegando com seu condutor  sentado no lugar errado, que seria o banco do passageiro.”

O automóvel, que está nas mãos do médico há 32 anos, possui a placa MBA 63-12, sendo M de Moçambique e BA de Beira, que é a segunda cidade em importância da África do Sul.

 


0 Commentarios



Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta


(obrigatório)